Lançada nova versão do Cidadão 10

hemorioEstá disponível na internet a nova versão da plataforma digital Cidadão 10, que utiliza as redes sociais para estimular e divulgar boas ações de cidadania no país. A plataforma é programada por alunos de ciência da computação e design do Laboratório de Engenharia de Software (LES) do Centro Técnico Científico da Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (CTC/PUC-RJ). O Portal Cidadão 10 foi criado por ex-alunos da universidade como um teste para sentir a resposta da população a projetos de cidadania e desde 2013 recebeu vários prêmios entre as melhores soluções inovadoras para os problemas do Rio de Janeiro.

O coordenador do projeto no LES/PUC-RJ, odesigner de produtos Frederico Tannenbaum, informou hoje (27) que a segunda versão corrigiu erros e melhorou a qualidade e programação do portal, que passa agora a ser em formato de rede social, o que permitirá que haja uma maior interação entre os usuários. A nova versão pode ser acessada em dispositivos móveis e em computador e permite ao usuário receber notificações de eventos de acordo com o seu perfil. Há uma fanpage no Facebook, mas a ferramenta principal do portal é a página cidadao10.com.br.

A diferença do Cidadão 10 é que essa é uma rede social para pessoas interessadas em cidadania, segundo informou Tannenbaum. No portal, as pessoas podem se conhecer, mostrar seus projetos e juntar esforços “para fazer algo maior; unir esforços em torno de um mesmo objetivo”. O coordenador do Cidadão 10, o economista Ariel Kozlowski, informou que a plataforma lista oito categorias de projetos: educação, saúde, meio ambiente, cultura, lazer, mobilidade, segurança e trocas e doações.

“Quando você se cadastra como usuário, diz quais são seus interesses. À medida que vai avançando o cadastro, a pessoa relata suas habilidades e diz como pode ajudar. A gente vai criando um banco de dados de pessoas e ações voluntárias e vai unindo pessoas com ações”, diz Kozlowski. Usuários de qualquer lugar do Brasil podem se cadastrar no Portal Cidadão 10.

Frederico Tannenbaum disse que o projeto começa a ultrapassar as fronteiras do Rio de Janeiro. No próximo dia 13 de setembro, em parceria com a Satrápia, agência de benfeitorias para cidades, o Cidadão 10 fará o Festival de Amor e Cidadania (Faça) no Brasil inteiro, com foco em cinco capitais (Rio de Janeiro, São Paulo, Belo Horizonte, Fortaleza e Porto Alegre). O portal terá equipes em todas essas cidades para fazer a interação com as prefeituras em relação às propostas que ocorrerão durante o festival. “O Brasil inteiro pode usar a plataforma, que funciona por meio de eventos”, destacou Tannenbaum.

Entre as ações já desenvolvidas pelo Cidadão 10 está o Rolezinho no Hemorio, organizado no dia 31 de janeiro do ano passado, às vésperas do carnaval carioca, época em que os bancos de sangue demandam muitas doações. O resultado foi considerado excelente: mais de 200 pessoas foram mobilizadas pela ação e doaram sangue para o Instituto Estadual de Hematologia do Rio de Janeiro (Hemorio). O conceito do Cidadão 10 é que em vez de apenas reclamar, o cidadão deve fazer algo pelo seu espaço e mobilizar outras pessoas a também desenvolverem ações em prol de terceiros.

Agência Brasil

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *