Saiba como lidar com os enunciados longos nas provas

Exame também exige que o candidato conheça a função das tecnologias da comunicação e da informação na vida pessoal e social (Divulgação/EBC)

Exame também exige que o candidato conheça a função das tecnologias da comunicação e da informação na vida pessoal e social (Divulgação/EBC)

Muitos candidatos afirmam que a estrutura da prova do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) está repleta de enunciados longos que, por sua vez, poderia reduzir o tempo destinado para cada questão. Entretanto, ler as alternativas antes do texto pode ajudar a aproveitar melhor o tempo de prova.

Outra dica é não fugir dos enunciados grandes, pelo contrário, é preciso lê-los com atenção e se possível repetir novamente a leitura. Isso porque muitas vezes a questão é de simples interpretação de texto e resposta correta pode estar dentro do enunciado.

Observe também com cuidado os gráficos e as ilustrações que aparecem na prova, nada está no exame por acaso. Os recursos visuais associados a longos enunciados, ao invés de atrapalharem, podem ajudar o estudante a responder mais facilmente uma questão.

Tecnologias

Quem está se preparando para o Enem já deve ter percebido que o nome de todas as provas do exame inclui “tecnologias” no final. Linguagens e códigos e suas tecnologias, ciências humanas e suas tecnologias, matemática e suas tecnologias, entre outros.

O nome não está ali por acaso. Ele reflete o princípio básico do Enem que é analisar se os candidatos além de terem assimilado os conteúdos, sabem incluir aquilo que aprenderam nas atividades do cotidiano.

No edital do exame, na seção de “Matrizes de referência”,  é possível visualizar mais detalhadamente alguns desses critérios. Segundo o documento, a prova busca analisar se o estudante conhece, por exemplo, a função e o impacto das tecnologias da comunicação e da informação na vida pessoal e social associado ao desenvolvimento do conhecimento científico.

Preparação

O candidato pode se preparar utilizando diversas plataformas on-line de estudo como o Questões Enem, oferecida gratuitamente pela Empresa Brasil de Comunicação.

O aluno pode acessar o aplicativo, que consiste em um banco de questões que reúne as provas de 2009 a 2013. No sistema é possível escolher quais áreas do conhecimento quer estudar. O banco seleciona as questões de maneira aleatória.

Outra opção é o Geekie Games, selecionado pelo Ministério da Educação (MEC) por meio de edital. A plataforma oferece textos, videoaulas, simulados e jogos para os estudantes, tudo on-line.

O projeto idealizado pela Geekie disponibiliza conteúdo gratuito para todos aqueles que queriam se preparar para o Enem. Ao entrar na plataforma, o aluno faz um teste diagnóstico para identificar quais são as dificuldades e níveis de proficiência em diferentes assuntos, de cada um.

Com o relatório em mãos, o aluno tem acesso a um plano de estudos personalizado baseado nas suas dificuldades e pode estudar em aulas disponíveis na própria plataforma. Ao concluir suas atividades, o estudante faz um novo diagnóstico que testará, além dos assuntos já abordados, outros diferentes. Dessa forma, ele tem acesso a um novo plano de estudos.

Enem 2014

As provas acontecerão no dia 8 e 9 de novembro. No primeiro dia, será aplicada a prova de ciências humanas e ciências da natureza e suas tecnologias. A prova vai durar 4h30. Já no segundo dia de prova, os alunos responderão questões de linguagens, códigos e suas tecnologias e matemática. A redação também será aplicada no dia 9. O tempo da prova será de 5h30.

O Enem de 2014 será realizado em 1.699 municípios. Nos dois dias de prova, os portões de acesso serão abertos às 12h e fechados às 13h, de acordo com o horário de Brasília.

Saiba mais

A nota do Enem pode ser usada para participar de vários programas, entre eles o Sistema de Seleção Unificada (Sisu), que oferece vagas no ensino superior público; o programa de acesso a universidades privadas, que disponibiliza bolsas em instituições particulares; e o Sistema de Seleção Unificada do Ensino Técnico e Profissional (Sisutec), que destina a estudantes vagas gratuitas em cursos técnicos.

O Enem é também pré-requisito para firmar contratos pelo Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) e para concorrer a bolsas de intercâmbio pelo Programa de mobilidade internacional.

Fonte: Portal Brasil com informações do Ministério da Educação,  Empresa Brasil de Comunicação e Agência Brasil 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *