Enfermeira com ebola aparece de bom humor em vídeo

Nina Pham mostrou bom humor no vídeo feito por seu médico, antes de ser transferida para Maryland (foto: EPA)

Nina Pham mostrou bom humor no vídeo feito por seu médico, antes de ser transferida para Maryland (foto: EPA)

A enfermeira Nina Pham, o primeiro caso de contaminação do ebola dentro dos Estados Unidos, aparece em um vídeo que começou a circular na internet, nesta sexta-feira (17). Ele foi feito pouco antes de Pham, infectada quando participava do tratamento do liberiano Thomas Duncan, morto no último dia 8, deixar o Hospital Texas Health Presbyterian, transferida ao Centro de Pesquisa Médica de Bethseda, em Maryland.

A enfermeira fala com o médico Gary Weinstein, que registra com a câmera. Bem humorada, Nina chega a brincar e pedir que “todos venham a Maryland”. Depois, emocionada, ela agradece o apoio recebido.  “Gosto muito de vocês”, diz. O médico também agradece a Nina pelo trabalho no tratamento de Duncan. “Significa muito”, afirma Weinsten.

Comissário

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, deve nomear nesta sexta-feira (17) um comissário especial para assumir as emergências provocadas pela epidemia do vírus ebola. De acordo com a imprensa norte-americana, o responsável pela função será Ron Klain, ex-chefe de gabinete dos vice-presidentes Al Gore e Joe Biden

 2ª enfermeira contaminada

De acordo com o Centro de Controle e Prevenção de Ebola dos EUA, a enfermeira Amber Winson, a segunda contaminação do vírus dentro do país, teria sentido os primeiros sintomas do ebola já na última sexta-feira, quando pegou um voo entre Dallas e Cleveland. Primeiramente havia sido anunciado que Amber teria sentido os sintomas quando voltava de Cleveland. Os passageiros do vôo entre Dallas e Cleveland começaram a ser contatados pelas autoridades.

 Europa

As Nações Unidas (ONU) divulgaram o recebimento de apenas 38,1% dos fundos necessários para o combate do ebola no oeste africano.Dos U$ 988 milhões (R$2, 4 bilhões), a ONU recebeu U$ 377 milhões (R$ 933 milhões), informou Jens Laerke, porta-voz do escritório de Relações Humanitárias da entidade. Os principais doadores foram: Banco Mundial, Estados Unidos, banco de Desenvolvimento Africano e bancos privados do mesmo continente.

 O presidente da Comissão Europeia, José Manuel Barroso, afirmou que o “ebola pode tornar-se uma catástrofe humanitária de grandes dimensões”. A afirmação foi feita durante o Asem, encontro entre governos europeus e asiáticos, que está sendo realizado em Milão.

 O Reino Unido anunciou nesta sexta-feira que um navio-hospital da Marinha, com três helicópteros parte para Serra Leoa, para ajudar no combate ao vírus. A embarcação deve chegar a Freetown, capital do país, em duas semanas.

 África

 Em meio aos casos e alertas de ebola em países fora do continente africano, Tom Inglesby, do Centro para Segurança e Saúde de Pittsburgh, nos EUA, diz que os exemplos de Nigéria e Senegal, que conseguiram conter os casos de ebola, deve servir de exemplo para o mundo.

 “Esta experiência mostra que, mesmo no caso da Nigéria, que descobriu mais tarde o primeiro caso de Ebola, a identificação das pessoas que tiveram contato com contaminados e o estabelecimento de procedimentos de controle pode extinguir o surto”, disse Inglesby à rede NBC.

Confira o vídeo em Inglês:

http://youtu.be/7e8DXyVc7Lw

Fonte: Ansa Brasil

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *