Primeiro britânico com ebola recebe alta de hospital

EBOLA: MORTO UN MEDICO TRATTATO CON SIERO SPERIMENTALE

O enfermeiro William Pooley passou por tratamento de 10 dias no Hospital Royal Free (foto: EPA)

O enfermeiro William Pooley, o primeiro paciente britânico contaminado pelo vírus ebola, recebeu alta do Hospital Royal Free, em Londres, nesta quarta-feira (3). Ele foi tratado com o medicamento experimental ZMaap. Infectado enquanto trabalhava em Serra Leoa, Pooley, de 29 anos e natural da cidade de Suffolk, afirmou, em entrevista coletiva, que teve medo de morrer. Também agradeceu a equipe médica que o tratou durante os 10 dias de internação isolada. Ele revelou que a presença do ebola foi detectada quando os sintomas, arrepios, febre e dores gastrointestinais, ainda não haviam atingido estágio grave, o que aumentou as chances de recuperação. Ao ser diagnosticado o ebola, Pooley foi levado de Serra Leoa até Londres em um avião da Força Aérea britânica (RAF).

Itália nega caso de ebola

O hospital de Padova afirmou que, até o momento, não há nenhum diagnóstico que confirme a presença do vírus ebola no país. Segundo o jornal Il Gazzettino, nesta terça-feira (2), dois pacientes estrangeiros passam por exames no hospital. Em um deles foi detectado sintomas ligados à malária. O outro ainda estaria realizando exames, mas teria apresentado sintomas semelhantes. O Centro de Doenças Infecciosas do hospital de Padova assegurou que todos os procedimentos estão adequados ao protocolo para diagnosticar o ebola e está pronto para eventuais casos do vírus na Itália.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *