Aluno da Universidade Federal de MG é expulso por trote racista

ImageO Conselho Universitário da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), nesta terça-feira (12), no campus da UFMG, decidiu pela expulsão de estudante envolvido em trote racista ocorrido no início do ano passado. Outros três alunos veteranos, que também participaram do trote, serão suspensos por um semestre.

Em fotos divulgadas nas redes sociais, os jovens aparecem fazendo saudações nazistas ao lado de um calouro preso a uma pilastra. Outra imagem mostra uma jovem pintada de preto, com um cartaz “caloura Chica da Silva” afixado ao pescoço, além de ser puxada por uma corrente. As práticas discriminatórias ocorreram em março de 2013.

O caso teve grande repercussão na Internet, gerando a investigação de cerca de 198 alunos da Faculdade de Direito. A sindicância indicou punições para os quatro universitários que aparecem nas fotos divulgadas pela rede.

CNPIR

Na ocasião do episódio, o Conselho Nacional de Promoção da Igualdade Racial (CNPIR), órgão integrante da estrutura da Secretaria de Políticas de Promoção da Igualdade Racial (SEPPIR), publicou Moção de Repúdio “aos injustificáveis episódios de racismo e violência contra a população negra, especialmente contra as mulheres e a juventude, ocorridos na UFMG”. O texto foi publicado no Diário Oficial da União, em abril do ano passado.

Fonte: Secretaria de Políticas Públicas para a Igualdade Racial

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *