Robô vira companheiro de idosos na Europa

Vó Lea com o 'Mister Robin' em sua casa

Vó Lea com o ‘Mister Robin’ em sua casa

O mundo do futuro dos filmes está cada vez mais próximo de se tornar realidade. Um teste que está sendo feito na União Europeia coloca um robô para cuidar de idosos.

Atualmente, seis robôs do projeto GiraffPlus estão em casas de pessoas de idade na Itália, na Espanha e na Suécia.

Para uma das “cobaias” do teste, a senhora Lea Mina Ralli, de 94 anos, o robô trouxe liberdade para viver sozinha. Vó Lea, como gosta de ser chamada, batizou o protótipo de Mister Robin e conta como ele mudou sua vida. “Com esse ótimo assistente, agora estou mais tranquila. Não somente eu, mas meus filhos e netos estão tranquilos pelos próximos anos que ainda tenho que viver”, disse Vó Lea. O robô é programado para controlar a saúde do idoso, está preparado para intervir no caso de senhora precisar de ajuda externa e faz vídeo-chamadas com parentes, amigos e médicos que estão cadastrados. Vó Lea é muito ligada em tecnologia e criou até um blog para falar com o mundo exterior. Mister Robin, muito educado, até postou um poema para ela no blog.

O projeto GiraffPlus custou cerca de 3 milhões de euros (cerca de R$ 10 milhões) e foi financiado pela Comissão da União Europeia. Segundo Neelie Kroes, vice-presidente e comissário responsável pela Agenda Digital da entidade, “a UE investe em novas tecnologias para poder ajudar as pessoas de mais idade, para que assim possamos dar vida aos anos e outros anos para nossa vida”. No final deste ano, serão disponibilizados mais 15 robôs para os países europeus e, até o final de 2015, a empresa que produz os equipamentos colocará o robô à venda no mercado. Ele custará cerca de 2 mil euros (cerca de R$ 5 mil) e tem custos mensais para manutenção de cerca de 200 euros (cerca de R$ 600).

Fonte: Ansa Brasil

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *