59 milhões de crianças vivem em estado de emergência

Unicef faz apelo por crianças em emergência (foto: EPA)

Unicef faz apelo por crianças em emergência (foto: EPA)

O Fundo das Nações Unidas para a Infância, o Unicef, informou nesta sexta-feira (21) que 59 milhões de crianças em 50 países do mundo vivem em condições de emergência por causa de conflitos e desastres naturais.

O Unicef apresentou hoje o Relatório sobre a Intervenção Humanitária 2014 e lançou um apelo para recolher US$ 2,2 bilhões (cerca de R$ 5,9 bilhões) necessários para assegurar

ajudas humanitárias para salvar a vida de 85 milhões de pessoas, entre elas 59 milhões de crianças.

“Acabei de voltar do Sul do Sudão o último dos conflitos em grande escala, que esta destruindo a vida de milhões de crianças. Cerca de 400 mil crianças e as suas famílias estão desabrigadas e mais de 3,2 milhões precisam urgentemente de assistência humanitária. A época das chuvas está para começar, por isso temos uma necessidade urgente de fundos para prevenir uma catástrofe”, disse o direto do Unicef para o Programa de Emergência, Ted Chaiba.

Entre os países em emergência estão a Síria, Afeganistão, Mali, República Democrática do Congo, Haiti, Angola, República Centro Africana, Filipinas, República Democrática Popular da Coreia, Iêmen, entre outros.

Fonte: ANSA

Uma resposta a 59 milhões de crianças vivem em estado de emergência

  1. ANDRÉ LUÍS DE ARAÚJO disse:

    O MUNDO TEM O SUFICIENTE PARA TODOS.
    FALTA COMBATER AS DESIGUALDADES E ISSO SÓ SE FAZ MELHORANDO AS PESSOAS.
    NÃO HÁ PROGRESSO ECONÔMICO QUE RESOLVA A SITUAÇÃO SEM QUE HAJA MUDANÇA DE COMPORTAMENTO DAS PESSOAS. ENFIM, O PRIMEIRO ATO DE MUDANÇA DEVE SER O COMBATE AO EGOÍSMO.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *