Número de mortos por tufão nas Filipinas passa de 4 mil

EBCAs autoridades das Filipinas elevaram hoje para 4.011 o número de mortos registados no arquipélago devido à passagem do tufão Haiyan, que no dia 08, devastou a região central do país.

De acordo com os dados mais recentes do Conselho Nacional de Gestão e Redução de Risco de Desastres, o tufão causou ainda 18.557 feridos e 1.602 desaparecidos.

A maior parte dos mortos, num total de 3.310, foi registrada na província de Leyte, a mais afetada pelo tufão.

Cerca de 9,9 milhões de pessoas foram afetadas pelo tufão, segundo os dados oficiais, sendo 398.377 alojadas em 1.526 centros de abrigo.

Pelo menos 323.454 casas ficaram destruídas e outras 324.706 sofreram danos em 574 municípios das Filipinas. Os danos são calculados em mais de 12.200 milhões de pesos (206 milhões de euros).

As operações de resgate nas zonas afetadas pelo Haiyan contam com a participação de 33.200 pessoas, 1.320 veículos, 107 embarcações e 163 aviões.

O Governo, entidades privadas filipinas e organizações não-governamentais destinaram 387 milhões de pesos (6,5 milhões de euros) para os trabalhos.

As equipes de resgate continuam a encontrar cadáveres em várias áreas 12 dias depois do tufão, sendo que em muitas delas ainda não chegou a ajuda humanitária necessária.

O Haiyan, com ventos de até 315 quilômetros por hora, foi o tufão mais forte registrado e o terceiro desastre mais mortífero da história recente das Filipinas.

EBC

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *