Café do Cerrado Mineiro tem selo de qualidade

Café

Café

Produto tipicamente brasileiro, o café faz sucesso em diversos países. As exportações do café brasileiro aumentaram 17,5% em volume no primeiro semestre de 2013 em comparação com o mesmo período de 2012, segundo o Conselho de Exportadores de Café (CeCafé). Entre janeiro e junho, os Estados Unidos, com 20%, lideraram a lista de compradores do grão exportado pelo Brasil, seguido por Alemanha e Itália, com 18% e 9% respectivamente.

Esses números são consequência da qualidade do produto brasileiro, que para sair do país, precisa ter selo de qualidade. A Região do Cerrado Mineiro é gerida pela Federação dos Cafeicultores do Cerrado, uma organização composta por 9 cooperativas, 7 associações e 1 fundação. A Federação controla e promove a origem e a qualidade dos produtos e da utilização da Indicação Geográfica – Região do Cerrado Mineiro.

A Indicação Geográfica é uma das formas mais eficazes de proteger e assegurar a origem de um produto elaborado em uma determinada região, e pode ser classificada de duas formas: Indicação de Procedência – IP e Denominação de Origem – DO. Somente podem ser certificados os cafés produzidos na área demarcada da Região do Cerrado Mineiro, em propriedades que sejam cadastradas junto à Federação dos Cafeicultores do Cerrado.

Representantes da Federação estiveram nesta segunda-feira (16), com os prefeitos de Uberlândia, Gilmar Machado, e de Monte Carmelo, Fausto Nogueira, para apresentar o trabalho da entidade e a importância do selo para o produto e para a região. O propósito é ter Uberlândia como referência de um café de qualidade. “Das 55 cidades do cerrado mineiro, Uberlândia é o município mais importante economicamente, sendo considerada um centro de negócios, de convergência e disseminação de tendências para a região. Sendo assim, Uberlândia é essencial para promover as ações de consumo de café, tanto que o número de cafeterias tem crescido muito, o que incentiva o consumo de café de alta qualidade”, destacou Juliano Tarabal, diretor de Marketing da federação.

Para valorizar e incentivar a produção de café de alta qualidade, a Federação vai premiar os melhores cafés da região com o “1º Prêmio Região do Cerrado Mineiro”, que tem o objetivo desenvolver novos negócios e conectar os produtores aos compradores e consumidores de café.

A Região do Cerrado Mineiro é composta por 55 municípios, com 4.500 produtores de café. A previsão da safra 2013/2014 é de 5 milhões de sacas.

Prefeitura de Uberlândia

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *