Depois de ordem da Justiça, caminhoneiros liberam Fernão Dias

Um dia depois de a Justiça Federal ter acatado o pedido da Advocacia-Geral da União (AGU) e determinado o desbloqueio das rodovias federais que cortam Minas Gerais, caminhoneiros liberaram agora há pouco trechos da BR-381, a Rodovia Fernão Dias, que liga o estado a São Paulo. De acordo com a Polícia Rodoviária Federal em Minas, foram desfeitos na manhã de hoje (3) os bloqueios nos municípios de Carmópolis de Minas, no quilômetro (km) 589; Oliveira, no km 617, e Santo Antônio do Amparo nos quilômetros 636 e 648.

O trecho da mesma rodovia próximo a Igarapé, no km 513, continua fechado para a passagem de caminhões, nos dois sentidos, segundo a corporação. O trânsito de carros de passeio e ônibus está liberada. Segundo a PRF, outro ponto de bloqueio a caminhões está sendo mantido no km 807 da BR-040, no município de Matias Barbosa, sentido Rio de Janeiro.

Os protestos de caminhoneiros causaram interdição, na manhã de ontem (2), em sete trechos de rodovias que cortam o estado, o mais atingido pelas manifestações da categoria, que começaram na segunda-feira (1º). Os caminhoneiros reivindicam melhorias nas condições de trabalho, redução no preço dos pedágios e diminuição do preço do óleo diesel.

De acordo com a AGU, o bloqueio das rodovias, além de causar transtornos à população, pode provocar prejuízos à economia do país. Como ocorrem em rodovias federais por onde passam diariamente cargas perigosas, como combustíveis, e outros produtos químicos de alta combustão, há ainda risco de acidentes envolvendo esses veículos.

A Justiça de São Paulo também concedeu liminar proibindo o bloqueio de rodovias no estado. A decisão foi tomada pelo juiz Randolfo Ferraz de Campos, da 14ª Vara da Fazenda Pública, que atendeu ao pedido da Procuradoria-Geral do Estado. Em caso de descumprimento da liminar por parte dos manifestantes, terão de pagar multa de R$ 20 mil por hora.

A PRF em Minas Gerais informou que um outro protesto ocorre na manhã de hoje, também na BR-040, interrompendo o tráfego de veículos em dois pontos da rodovia, próximo ao município de Congonhas. Os bloqueios ocorrem nos quilômetros 603 e 622. A PRF informou que o grupo reivindica a construção de uma passarela no local.

Agência Brasil

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *