Governo de MG prepara gestores para receber turistas na Copa

Empreendimentos de atrativos turísticos até 150 quilômetros da capital participam de treinamento promovido pelo Estado

Empreendimentos de atrativos turísticos até 150 quilômetros da capital participam de treinamento promovido pelo Estado

Quem visita Minas Gerais sabe que, perto da capital mineira, existem inúmeras boas opções de roteiros turísticos. Durante a Copa do Mundo de 2014, quando 600 mil turistas devem vir ao Brasil, segundo estimativa da Fundação Getúlio Vargas, os visitantes que vierem a Minas Gerais terão alternativas atraentes no entorno de Belo Horizonte, como o Circuito das Grutas e as cidades históricas como Ouro Preto, Mariana e Diamantina.

Para receber melhor quem vem de fora, o Governo de Minas Gerais está preparando as cidades com grande potencial turístico localizadas a até 150 quilômetros da capital, com foco no mundial e na Copa das Confederações de 2013, duas competições internacionais que terão jogos em Belo Horizonte.

Na iniciativa das secretarias de Estado de Turismo e da Copa do Mundo, estão sendo preparados, por meio de workshops, empresários e gestores da área de hospitalidade, transporte e alimentação da Serra do Cipó, do Parque Estadual do Itacolomi, das cidades de Ouro Preto, Mariana, Tiradentes, São João Del Rey e Brumadinho e das Rotas das Grutas Lund.

Para a diretora de marketing da Secretaria de Turismo, Andreza Ribeiro, o treinamento é essencial para alinhar as estratégias para receber melhor os visitantes. “O turista vai chegar e a operacionalização precisa acontecer da melhor forma possível. Vamos fazer a articulação com toda a cadeia, para que todo mundo esteja preparado e conversando numa linguagem única”, explica Andreza.

Nos workshops, os participantes conhecem as estratégias de governo para os torneios internacionais de futebol e compartilham experiências para planejar as ações, que já serão colocadas em prática a partir de 2013.

Um dos participantes, o empresário José Carlos Silva, aprova a iniciativa. “Só a capital mineira não vai conseguir absorver todo esse volume de gente que vai chegar para os jogos da Copa do Mundo. Muitos turistas terão de se hospedar no entorno da Grande BH, em um raio de 70 a 100 quilômetros, e por isso, os estabelecimentos vão ter que estar preparados”, observa.

Agência Minas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *