Atletas mineiros embarcam para Jogos Escolares da Juventude

Entre todas as modalidades do JEMG, a que mais cresceu em 2016 foi o badminton. (Imagem: Thiago Cicarini/FEEMG)

Entre todas as modalidades do JEMG, a que mais cresceu em 2016 foi o badminton. (Imagem: Thiago Cicarini/FEEMG)

Para muitos atletas, o sonho olímpico começou ainda na escola e se tornou realidade. É o caso dos mineiros Núbia Soares, do atletismo, e Raul Neto, do basquete, que foram revelados nos Jogos Escolares de Minas Gerais (JEMG) e estiveram, no mês passado, na disputa dos Jogos Rio 2016.

Com o objetivo de repetir o feito daqueles que hoje são profissionais do esporte, a partir do dia 20 de setembro, 165 alunos-atletas de 12 a 14 anos representam Minas Gerais nos Jogos Escolares da Juventude, evento promovido pelo Comitê Olímpico do Brasil (COB) e que tem a participação de estudantes dos 26 estados brasileiros e do Distrito Federal.

Na delegação mineira que viaja para a competição nacional, que acontece em João Pessoa, na Paraíba, até 29 de setembro, estarão representados 41 municípios. Dois deles são estreantes: Santo Antônio do Amparo, do Território Oeste, com a equipe de voleibol feminino da Escola Estadual Dr. Cícero Ferreira, e a cidade de Coronel Murta, no Território Médio e Baixo Jequitinhonha, que enviará as alunas-atletas da Escola Estadual Arthur Antônio Fernandes para a disputa do futsal feminino.

Mel Alves, de 13 anos, é uma das integrantes da equipe. Apenas um ano após começar a praticar a modalidade, a jovem vive a expectativa de disputar sua primeira competição de nível nacional. “Já estamos nos preparando e sabemos das adversárias fortes que teremos pela frente, mas a expectativa é trazer a medalha para casa”, garante a fã da jogadora Marta, da Seleção Brasileira.

Entre todas as modalidades do JEMG, a que mais cresceu em 2016 foi o badminton. De 34 inscritos no ano passado, o número saltou para 166 alunos-atletas neste ano. Desses, Camila Silva foi a campeã da etapa estadual e representará a Escola Estadual Padre Antônio Vieira, de Santos Dumont, nos Jogos Escolares da Juventude.

Apesar do crescimento recente do esporte, Camila pratica o badminton já há dois anos. Ela foi incentivada pelo professor Walter Moraes. Mais do que atleta, a jovem mostra-se uma verdadeira fã da modalidade ao declarar quem é seu ídolo. “É a atleta Liliyana Natsir, da Indonésia”, afirma.

Faltando poucos dias para sua estreia em competições nacionais, Camila não esconde a ansiedade. “Quero treinar muito até lá, para chegar preparada para os desafios que vierem”, garante.

A estudante vê com bons olhos o crescimento do badminton no JEMG. “Ver que concorri com tanta gente neste ano e fui campeã valoriza ainda mais minha conquista”, ressalta a jovem, que sonha ser atleta olímpica.

Outra modalidade que cresceu significativamente no JEMG foi o atletismo. O número de inscritos subiu de 1.614 alunos-atletas em 2015, para 2.724 na edição de 2016. Um aumento de quase 70%.

Para o secretário de Estado de Esportes, Carlos Henrique, o incentivo à prática esportiva pelos jovens deve ser uma das premissas das políticas públicas e a formação de esportistas de alto rendimento é uma consequência desse apoio.

“Se alguns desses adolescentes se tornarem atletas profissionais, chegarem a uma Olimpíada, como foi o caso da Núbia e do Raulzinho, ficaremos imensamente felizes e orgulhosos pelo JEMG ter feito parte dessa trajetória. Mas o simples fato de cada um dos quase 50 mil jovens inscritos nos Jogos Escolares em 2016 ter o esporte como parte do seu dia-a-dia já é motivo para comemorar”, afirma o secretário.

Novas etapas

Após a realização dos Jogos Escolares da Juventude para alunos-atletas de 12 a 14 anos, Minas Gerais terá representantes também na outra etapa da competição nacional. De 10 a 19 de novembro, novamente em João Pessoa, na Paraíba, é a vez de estudantes de 15 a 17 anos participarem das disputas.

Já entre 21 e 26 de novembro, 65 alunos-atletas mineiros participam, em São Paulo, das Paralimpíadas Escolares, competição realizada pelo Comitê Paralímpico Brasileiro.

Agência Minas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *