Delegações olímpicas já treinam em Uberlândia

(Imagem: Praia Clube)

(Imagem: Praia Clube)

Um clube da cidade de Uberlândia receberá delegações de quatro países antes dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016. Eles vão disponibilizar parte da estrutura às delegações da Bélgica, Irlanda, Sérvia e Egito. E nesta semana, representantes de duas delas já chegaram: sérvios e egípcios.

A primeira delegação a chegar foi a da Sérvia. Quatro integrantes desembarcaram no clube para treinamentos de natação: o técnico Chris Tidey, o fisioterapeuta Marko Bukvic e os nadadores Velimir Stjepanovic e Stefan Sorak. O quarteto chegou sábado, dia 02 de julho, e já se familiarizou com o novo local de treinamentos.

“Estou muito contente em estar aqui. Tive a chance de conhecer o Praia no ano passado, então sabia um pouco do que encontraria. As estruturas são fantásticas e o treinamento está indo bem. Não podemos controlar ou prever o que os adversários farão, mas o mais importante é que possamos nadar da melhor maneira possível”, afirmou Chris.

Ainda segundo o técnico, a beleza natural da cidade e do clube é determinante para se sentirem acolhidos no país. “Sou sortudo. Já visitei diversos lugares do mundo, muitos com belezas naturais como encontramos aqui (…). É bom ver um ambiente tão pitoresco como esse. A única coisa com que estou desapontado é que ainda não consegui encontrar os micos (…) mas tentarei achá-los”, brincou Chris.

Nas Olimpíadas do Rio, somente o nadador Velimir disputará provas: nos 100 m, 200 m e 400 m livres. De acordo com o sérvio, entre os principais adversários estão ser o britânico James Guy e o chinês Yang Sun, além dos nadadores norte-americanos e australianos.

Já a delegação do Egito chegou na segunda-feira, dia 04 de julho. Vieram, também da natação, o técnico Sherif Habib e o atleta Ahmed Akram. O nadador egípcio competirá no Rio nas provas de 400 m e 1500 m livre.

Segundo o técnico, a troca de experiência com outras delegações é benéfica ao atleta. “A natação é um esporte individual, que depende da preparação do atleta e das orientações junto ao treinador. Não é como em jogos de equipe, que têm táticas e estratégias. Portanto, o treino conjunto pode ser bom para aumentar o ambiente de competição e motivá-los. Além disso, todos aqui são extremamente profissionais, então não vejo o treino coletivo como um problema”, afirmou Habib.

Nas próximas semanas está prevista a chegada de mais atletas sérvios e egípcios à cidade. E nos dias 18 e 24 de julho, desembarcam em Uberlândia as delegações olímpicas da Bélgica e da Irlanda, respectivamente.

Praia Clube

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *