Gestão do Horto pode voltar ao estado, diz presidente do América

 

Segundo Alencar, Independência, palco de jogos de América e Atlético pode ser devolvido ao Estado

Segundo Alencar, Independência, palco de jogos de América e Atlético pode ser devolvido ao Estado

A relação entre América e BWA, administradora do Independência, está abalada. Um dos nove presidentes do América, Alencar da Silveira Júnior disse ao Superesportes que o presidente da concessionária, Bruno Balsimelli, pretende devolver ao Estado a estádio do Horto. O dirigente ainda revelou que a BWA não repassa o dinheiro ao Coelho (deveria ser pago uma quantia de R$125 mil por mês) há quatro meses.

O América é o proprietário legal do estádio e deveria receber, mensalmente, 5% das receitas, exceto bilheteria, que é sempre destinada ao clube mandante. O estado de Minas Gerais também tem direito a esse percentual, por ter investido na reconstrução do empreendimento. BWA e Atlético são parceiros comerciais e dividem 90% do faturamento.

“Ele (Bruno Balsimelli) falou e garantiu, que não aguenta mais, que não tem jeito, e que já até contratou consultoria para resolver isso (devolução ao estado). Tem quatro meses que ele não acerta com o América. Então, o Bruno disse que vai devolver o Independência. Com isso, vão ser prejudicados o América e o Atlético”, afirmou Alencar.

O presidente americano disse que decidiu expor a situação justamente para resolver o caso o maisrápido possível. “Isso está arrastando há mais de três meses, mas chegou uma hora que a gente tem que tornar público, porque nós temos que resolver isso o quanto antes. Eu não posso ficar nessa incerteza, o Campeonato Brasileiro já está chegando”, completou.

Alencar também garantiu que já está tomando providências, e uma reunião com dirigentes do Alviverde e um consultor está marcada para a próxima segunda-feira. “Vamos reunir, eu Salum e o Batista do América, com um consultor de administração, que trabalha com esses tipos de contratos, e também com gente da assessoria da assembleia, para vermos o que a gente pode fazer . O governo vai ter que arrumar uma forma para isso não acontecer”, disse.

Caso o Independência seja repassado ao estado, uma nova licitação terá de ser aberta e esse trâmite para se regularizar outra administradora leva em torno de seis meses. No entanto, a Olimpíada se aproxima (acontecerá em agosto), e o estádio do Horto seria fundamental para as equipes de Belo Horizonte que não vão contar com o Mineirão – um dos estádios sedes dos Jogos.

“Sem o Independência, vamos ter que jogar no Mineirão, com aquela administração leonina da Minas Arena, onde são cobrados preços abusivos… Aí vai chegar a Olimpíada, vamos jogar onde? O América sofreu com isso na Copa do Mundo, quando tivemos que jogar em Nova Lima, em Sete Lagoas”, comentou.

Diretor administrativo da BWA, Helber Gurgel desconversou sobre a possível devolução da arena ao estado e afirmou que toda a administração do Independência está focada na final do Campeonato Mineiro, no domingo, às 16h.

“O que nós temos para informar é que o presidente da BWA (Bruno Balsimelli) não se encontra aqui e não soltou nenhuma nota oficial. Só ouvi a entrevista que ele (Alencar) deu, mas eu não posso me pronunciar, o que nós podemos garantir é que nós estamos trabalhando normamente e estamos focados na final de domingo”, disse.

Consultado, o presidente do Atlético, Daniel Nepomuceno, disse desconhecer a hipótese de a BWA devolver a gestão do Independência ao estado.

Superesportes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *