Cruzeiro vence Caldense e assume liderança do mineiro

Cruzeiro vence CaldenseNão foi com o bom futebol que o torcedor espera, mas o Cruzeiro finalmente assumiu a liderança do Campeonato Mineiro ao vencer a Caldense por 1 a 0, ontem à noite, em Poços de Caldas. Assim, superou o rival, Atlético, que também venceu na rodada, e o Uberlândia, derrotado pelo Boa. Com o resultado, chegou à ponta, que havia deixado escapar praticamente no último minuto no clássico com o América, na rodada passada.

“É sempre difícil jogar aqui e temos de valorizar esta vitória. Criamos bastante e conseguimos fazer um gol. Por isso, estamos de parabéns. Agora, é procurar manter esta intensidade do começo até o fim dos jogos para sairmos novamente vencedores”, diz o técnico Deivid, que comemora bastante a liderança, mas sabe que o time precisa continuar evoluindo. “Queremos terminar em primeiro para ter a vantagem nas outras fases. Não adianta você liderar de ponta a ponta e perder o título. Queremos ser campeões”.

Mas antes de voltar a pensar no Estadual, pelo qual enfrentará o Uberlândia, sábado, às 18h30, no Mineirão, a Raposa volta suas atenções para o jogo com o Atlético-PR, quarta-feira, às 19h30, também no Gigante da Pampulha. A equipe já está eliminada do torneio depois do empate sem gols entre Grêmio e Internacional, mas isso não significa que vá descompromissado. “Nós temos de entrar para ganhar, é a camisa do Cruzeiro que estará em campo. Vamos estar em casa e precisamos da vitória”, afirma Deivid.

O treinador, que vinha pressionado, mesmo com o time no G4, não confirma se vai escalar reservas, mas a partida de quarta-feira é uma boa oportunidade para fazer o time evoluir. Afinal, teve as duas últimas semanas livres para trabalhar, e o desempenho ainda está longe do desejado, como ficou claro ontem.

O time de Poços de Caldas começou buscando o ataque e conseguiu finalizar duas vezes nos três primeiros minutos, ainda que sem maior perigo para Fábio. Mas quem marcou foram os visitantes, com Alisson, em posição duvidosa, aproveitando que Bruno Rodrigo desviou escanteio cobrado por Willian na direita, aos 12min.

Com a vantagem, o jogo ficou à feição para o Cruzeiro, que poderia ter ampliado. Porém, Neguet pegou chute cara a cara com Henrique. Em seguida, Bruno Rodrigo deu toque despretensioso da entrada da área e por pouco não encobriu o goleiro.

APATIA O segundo tempo começou da mesma forma e a Caldense poderia ter empatado logo no início, com Rafamar. Depois de parar em Fábio na primeira finalização de dentro da área, ele teve a chance da segunda, mas mandou por cima. No minuto seguinte, Willian deu o troco, batendo para fora quando tentou acertar o canto.

A Veterana manteve a pressão. Rafamar aproveitou bobeada de Bruno Rodrigo, invadiu a área, mas tocou por cima. Depois, o camisa 9 assustou Fábio com cabeçada perigosa.

Em vez de tentar se aproveitar que o adversário partiu em busca do empate, o Cruzeiro se mostrou sem ambição, se limitando a tocar a bola na intermediária, irritando os torcedores. Isso já havia ocorrido em outras ocasiões nesta temporada, mesmo com todos os alertas de Deivid para os jogadores buscarem mais gols para terem tranquilidade.

Uma das únicas chances criadas pela Raposa foi aos 28min, em lance iniciado com bom calcanhar de Alisson. De Arrascaeta invadiu a área e adiantou a bola, permitindo que a zaga aliviasse.
Mas na maior parte do tempo a Caldense foi bem mais agressiva. Porém, esbarrou em suas limitações, inclusive físicas.

Superesportes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *