Atletas deram show em Tomazina (PR) durante Brasileirão de canoagem 2015

Atletas deram show em Tomazina (PR) durante Brasileirão de canoagem 2015Com muita raça e dedicação, os atletas deram um show de canoagem nas corredeiras do Rio das Cinzas durante os três dias do Campeonato Brasileiro de Canoagem Slalom 2015, em Tomazina, no Paraná. Ana Sátila subiu no pódio três vezes, sendo a melhor no K1 Feminino Sênior, C1 Feminino e na disputa por equipe feminina, com sua irmã Omira Neta e Marina Costa, com os tempos de 89.84s, 97.17s e 116.20s respectivamente. “Essa pista é muito rápida, eu consegui diminuir o índice em relação aos barcos masculinos (K1 e C1). Estou bem contente”, comenta atleta que representa o Instituto Meninos do Lago.

Pedro Gonçalves mais uma vez foi campeão pelo K1 Masculino. O atleta garantiu o seu pentacampeonato com uma descida sem penalidades com o tempo de 81.38 segundos. “Sou muito exigente com as minhas provas. Não saio tão contente com a minha descida, mas feliz por garantir mais um pódio”, lembra Pepe. Pelo K1 Masculino Júnior Guilherme Rodrigues foi o mais rápido e garantiu sua primeira medalha de ouro na categoria “júnior”. “Estou há um mês treinando aqui, analisando as linhas da água, estou buscando crescer para mais tarde ter bons resultados quando eu subir para o Sênior”, explicou o jovem atleta.

O iguaçuense Maicon Borba levou o ouro no C1 Masculino Júnior concluindo os 220 metros de corredeiras em 92.72s. Na categoria “Menor” o pirajuense Guilherme Santos foi o melhor, 113.32s. No C1 Masculino Sênior o canoísta Charles Corrêa, também de Piraju/SP, levou o ouro, ao concluiu o percurso em 86.93 segundos. Corrêa também subiu no pódio com Anderson Oliveira pelo C2 Masculino Sênior, com o tempo de 91.74 segundos, somando o quarto campeonato consecutivo. Para Anderson o nível da categoria está crescendo bastante. “Conseguimos abaixar cinco a seis minutos da semifinal. As outras duplas também estão evoluindo bem”, comenta.

No C2 Masculino Júnior os gêmeos Wallan e Welton de Carvalho do Instituto Meninos do Lago passaram as dezenove balizas em 97.79 segundos e levaram o ouro, levando o bicampeonato. “Conseguimos nos concentrar muito bem e fizemos muitos treinos”, comenta Welton. “Estamos há quase seis anos treinando juntos, cada um ajuda o outro a evoluir”, explica Wallan.

Fonte: Ministério do Esporte 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *