CBHb anuncia maratona de 24 horas de handebol em 2016

CBHb

CBHb

Em 2016, ano dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, o Brasil estará respirando esporte. Já pensando nesse movimento olímpico, a Confederação Brasileira de Handebol (CBHb) organizará uma maratona de 24 horas de handebol no dia 1º de junho, nos 26 Estados e no Distrito Federal. A data escolhida para o evento também é significativa. É o dia em que a CBHb completará 37 anos de vida. A maratona de handebol promete colocar a modalidade definitivamente no clima olímpico, dois meses antes do maior evento esportivo do planeta.

Mesmo faltando 295 dias para os Jogos Olímpicos, o presidente da CBHb, Manoel Luiz Oliveira, já está planejando essa grande confraternização do handebol nos quatro cantos do País. “Será o nosso grande movimento antes dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro. Vamos colocar milhares de pessoas de várias idades para jogar handebol nessa data tão simbólica. Será um evento inédito”, afirmou. “É importante ressaltar a atitude e agradecer as federações de todos os Estados e Distrito Federal, que apoiaram essa importante iniciativa”, acrescentou Manoel.
O objetivo da maratona de handebol é que milhares de pessoas pratiquem o esporte simultaneamente pelo Brasil, divulgando a modalidade em todas as regiões. Por isso, o evento será aberto para homens e mulheres de todas as idades. “A ideia é divulgar a potência que o handebol é no País inteiro. Vamos mostrar a força do nosso esporte com a prática dele em todos os Estados do Brasil. Será um grande movimento, que chamará a atenção, faltando pouco tempo para os Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro. O evento também será democrático. Queremos ver pessoas de todas as idades participando”, declarou Manoel.
Além disso, a organização pretende colocar um ídolo do esporte em cada sede do evento para atrair mais adeptos à modalidade. “É sempre bom ter um ídolo atual ou até mesmo um jogador de destaque do passado para incentivar a prática da modalidade. Ter esse contato com um atleta é sempre importante, principalmente para as crianças, que se sentem mais próximas dos ídolos e que buscam realizar o sonho de serem atletas”, finalizou o presidente da CBHb.

Fonte: CBHb – Handebol Brasil

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *