Maradona confirma que disputará comando da Fifa

Um dia após o anúncio da candidatura de Michel Platini à presidência da Fifa, o ex-craque argentino Diego Armando Maradona afirmou que também concorrerá ao cargo, confirmando a hipótese ventilada há algumas semanas pelo jornalista uruguaio Victor Hugo Morales, de quem é amigo.

“Sim, vou me apresentar. Muitos jogadores me apoiam. Quero combater certos ladrões de colarinho branco”, declarou o “Pibe de Ouro” em entrevista à “América TV”, ressaltando que pretende enfrentar a “máfia que permanece dentro” da principal entidade do futebol mundial.

“Quero entrar na Fifa e fazer uma limpeza”, disse. Maradona é um dos maiores críticos do atual presidente da instituição, Joseph Blatter. No entanto, se quiser mesmo concorrer, o ex-craque terá de ser indicado por uma federação nacional e receber o apoio de outras quatro.

Caso sua candidatura se confirme, a votação para eleger o novo chefe da Fifa pode colocar frente à frente três dos maiores jogadores dos anos 1980 e da história do futebol. Além de Maradona e Platini, o brasileiro Zico também pretende entrar na disputa.

Menos brilhante do trio dentro de campo, o francês é o grande favorito para substituir Blatter. Presidente da Uefa, ele também deve ter o apoio da Confederação Asiática de Futebol (AFC), cujo líder, o barenita Salman al Khalifa, já convidou todos os seus membros a apoiarem o ex-atleta da Juventus.

“Espero que Platini seja candidato único e todos votem por ele. Sua eleição proporcionaria mais estabilidade e um retorno mais tranquilo à normalidade após um período difícil para a Fifa”, afirmou o cartola. A eleição está marcada para o dia 26 de fevereiro de 2016, em Zurique.

Fonte: Ansa

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *