Time de handebol feminino estreia com goleada no Pan de Toronto

handebolA estreia da seleção brasileira feminina de handebol nos Jogos Pan-Americanos foi tranquila. A equipe confirmou favoritismo e venceu o time de Porto Rico, por 31 a 21, nesta quinta-feira (16.07) no Centro de Exposições, em Toronto, no Canadá. Com a vitória, o time tetracampeão pan-americano continua sem perder na competição desde 1995. 

Alexandra Nascimento, que marcou sete gols na partida, alertou que tanto tempo sem sentir o gosto da derrota pode virar uma armadilha contra as brasileiras. “Faz tanto tempo que a gente não perde que podemos ficar acomodadas inconscientemente. Para isso, nós contamos com a psicóloga Alessandra Dutra que está fazendo um ótimo trabalho de manter as jogadoras humildes perante as adversárias”, disse a jogadora, que foi campeã pan-americana nas edições de 2003, 2007 e 2011.

Eleita melhor jogadora do mundo em 2012, Alexandra deixou claro que o objetivo é jogar sem desrespeitar as outras seleções. “O que nós tentamos fazer é jogar o nosso handebol 100% e nunca menosprezar os adversários, mas sim continuar jogando com amor”, completou Alexandra.

Em Toronto, a equipe busca manter a hegemonia pan-americana. Assim, as partidas servirão como preparação para o Campeonato Mundial da Dinamarca, em dezembro, como explica a capitã Daniela Piedade, que disputa o seu quarto Pan. “Nós estamos nos preparando para as competições maiores, como o mundial e, claro, os Jogos do Rio 2016. Aqui é um passo importante para manter o ritmo de jogo”.

O Brasil volta em quadra no próximo sábado (18.07) contra a seleção do Canadá. Na segunda-feira (20.07), as brasileiras enfrentam o México pela fase de grupos

A modalidade conta com mais de 370 jogadores (as) beneficiados com a Bolsa-Atleta do Ministério do Esporte e outros 44 atendidos pelo Plano Brasil Medalhas. Entre 2010 e 2013, convênios garantiram mais de R$ 20 milhões em recursos, aplicados em várias finalidades, entre elas preparar as equipes para os Jogos Olímpicos Rio 2016 e a estruturação do Centro Nacional de Desenvolvimento do Handebol, em Blumenau.

O handebol conta ainda contou, entre 2009 e 2013, com recursos captados por meio da Lei de Incentivo ao Esporte e, em 2014, foram destinados R$ 3,3 milhões por meio da Lei Agnelo/Piva. Somados, convênios, LIE e Lei Agnelo/Piva ultrapassaram R$ 33 milhões de investimento nos últimos anos.

Ministério do Esporte

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *