Fernando Alonso recebe o maior salário em 2015 na F1

Monaco Formula One Grand Prix

O espanhol Fernando Alonso, da McLaren, é o piloto mais bem pago do grid da Fórmula 1 em 2015, revelou o jornal “Mundo Deportivo” nesta terça-feira (02) com base no ranking anual elaborado pela “Business Book”. Ele está faturando 35 milhões de euros por mês no novo contrato com a escuderia de Woking.

Já o tetracampeão mundial, Sebastian Vettel, fez uma boa troca de time também financeiramente. Na Ferrari, o alemão está embolsando 28 milhões de euros por mês para disputar as corridas.

O atual campeão da categoria, o britânico Lewis Hamilton, da Mercedes, recebe um salário de 25 milhões de euros. Porém, ele deixará a terceira posição já no ano que vem. Isso porque seu novo contrato com a equipe o levará, diretamente, para a primeira posição: ele receberá cerca de 170 milhões de euros pelos três próximos anos de contrato – o que dá cerca de 56 milhões de euros por temporada, mais que o dobro do pagamento atual.

Confira o ranking completo da “Business Book”:

1. Fernando Alonso (McLaren) – 35 milhões de euros;

2. Sebastian Vettel (Ferrari) – 28 milhões de euros;

3. Lewis Hamilton (Mercedes) – 25 milhões de euros;

4. Kimi Raikkonen (Ferrari) – 18 milhões de euros;

5. Nico Rosberg (Mercedes) – 13,5 milhões de euros;

6. Jenson Button (McLaren) – 10 milhões de euros;

7. Felipe Massa (Williams) – 4 milhões de euros;

8. Nico Hulkenberg (Force India) – 4 milhões de euros;

9. Sergio Perez (Force India) – 4 milhões de euros;

10. Romain Grosjean (Lotus) – 4 milhões de euros;

11. Pastor Maldonado (Lotus) – 4 milhões de euros;

12. Valtteri Bottas (Williams) – 2 milhões de euros;

13. Daniel Ricciardo (Red Bull) – 1,5 milhões de euros;

14. Daniil Kvyat (Red Bull) – 750 mil euros;

15. Max Verstappen (Toro Rosso) – 250 mil euros ;

16. Carlos Sainz Jr (Toro Rosso) – 250 mil euros;

17. Felipe Nasr (Sauber) – 200 mil euros;

18. Marcus Ericsson (Sauber) -200 mil euros;

19. Will Stevens (Manor) – 150 mil euros;

20. Roberto Merhi (Manor) – 50 mil euros.

Ansa Brasil

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *