Estádio corre risco de não ficar pronto para Copa da Rússia

Imagem: Estádio do Spartak, em Moscou, está pronto para a Copa de 2018 (foto: EPA)

Imagem: Estádio do Spartak, em Moscou, está pronto para a Copa de 2018 (foto: EPA)

Um dos 12 estádios da Copa do Mundo de 2018 pode não ficar pronto para o torneio. Isso porque a cidade de Rostov está com as obras atrasadas em sete meses.

 Segundo comunicado emitido nesta quarta-feira (04) pelo Ministério Regional de Infraestrutura, o prazo de entrega da obra foi ampliado para dezembro de 2017 e as razões para a mudança na data não foram explicadas oficialmente.

 O estádio de Rostov já causava preocupação no ministro russo do Esporte, Vitaly Mutko, que tinha admitido que essa era a obra mais difícil de construir. No fim de janeiro, o próprio Mutko anunciou um corte de 10% no orçamento destinado para a realização do Mundial. Porém, ele garantiu que não haveria diminuição no número de estádios. Até o momento, o país já tem três arenas prontas: em Kazan, Sóchi e Moscou.

 A grave crise econômica que atinge a Rússia causa preocupação nos dirigentes da Fifa. Atualmente, o país enfrenta pesadas sanções econômicas da Europa e dos Estados Unidos e vê sua moeda, o rublo, e os barris de petróleo – que representam 50% de sua economia – se desvalorizarem como nunca antes.

Fonte: Ansa Brasil

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *