Brasil e Finlândia fazem duelo de invictos no Mundial de vôlei

Bloqueio brasileiro sobe contra um ataque na Tunísia, na partida disputada na quarta-feira (3). Brasil sonha com o quarto título mundial seguido (Brasil 2016)

Bloqueio brasileiro sobe contra um ataque na Tunísia, na partida disputada na quarta-feira (3). Brasil sonha com o quarto título mundial seguido (Brasil 2016)

Os únicos invictos do Grupo B do Mundial de võlei masculino, Brasil e Finlândia, se enfrentam nesta sexta-feira (5), às 15h25 (horário de Brasília). A partida será realizada na Spodek Arena, em Katowice, na Polônia.

Líder de seu grupo na competição, o Brasil soma 6 pontos em duas vitórias por 3 a 0, enquanto os finlandeses têm um ponto a menos por terem vencido um de seus dois jogos apenas no tie break.

Maior pontuador do Brasil nos dois primeiros jogos, com 13 pontos contra a Alemanha e 12 contra a Tunísia, o ponteiro Lucarelli se preocupa com o próximo adversário. O estreante em mundiais sabe que enfrentará jogadores com experiência.

“O time da Finlândia é muito bom. Em 2012, jogamos contra eles e sabemos que tem um grupo com jogadores bem rodados, experientes, e, com certeza, vai ser uma partida complicada. São atletas que acumulam muito conhecimento em competições internacionais e vamos precisar estudar bastante o time deles para chegar bem na sexta-feira”, comentou Lucarelli.

O Brasil é o atual tricampeão mundial, após as conquistas em 2002, na Argentina; 2006, no Japão; e 2010, na Itália. Ainda nesta primeira fase, a equipe verde e amarela terá Coreia do Sul e Cuba pela frente.

Caso termine na primeira colocação do Grupo B, a Seleção Brasileira segue em Katowice para a fase seguinte. O objetivo do grupo é assegurar o quarto título mundial, fato inédito no vôlei.

Bruninho leva susto

Na tentativa de salvar uma bola no terceiro set do jogo contra a Tunísia, na quarta-feira (3), o levantador Bruninho chocou-se contra os pés do ponteiro Maurício Borges e o resultado foi uma forte dor no dedo indicador da mão direita do jogador.

Logo após a partida, Bruninho foi ao hospital acompanhado pelo médico da Seleção Brasileira, Álvaro Chamecki, e o raio-x constatou que não houve fratura.

Aliviado com o resultado, Bruninho ainda não está totalmente confortável com a situação. “Hoje (quinta-feira), acordei com dor, o que é natural, já que a pancada aconteceu ontem à noite. Ainda não temos uma definição sobre o jogo de amanhã. Vamos fazer uma nova avaliação a cada dia para saber como vai evoluir esse quadro”, explicou o levantador.

Caso seja necessário, o levantador Raphael está pronto para defender a Seleção Brasileira. “O Bruno é um jogador que vai fazer muita falta, em vários aspectos, se não puder jogar. Ele soma muito para todos nós, mas uma das grandes forças do Brasil é a qualidade do grupo. Os 14 estão preparados e sabem da responsabilidade que têm de representar bem o país. Espero que o Bruno esteja apto a jogar o mais rápido possível”, disse Raphael.

tabela jogos volei

Fonte: Brasil 2016

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *