Cruzeiro só empata com o Botafogo, mas segue absoluto na ponta

Cruzeiro empata com o Botafogo no Maracanã e segue absoluto na pontaO Cruzeiro mostrou mais uma vez a força e a enorme qualidade do seu time, dominou completamente o adversário, criou inúmeras chances para conquistar a quinta vitória consecutiva no Campeonato Brasileiro, mas acabou empatando com o Botafogo em 1 x 1, na noite deste sábado, no Maracanã, pela 13ª rodada da competição nacional.

O time carioca saiu na frente com um gol de Edílson e o zagueiro Léo empatou para a Raposa, que segue absoluta na liderança do Brasileirão, com seis pontos de vantagem sobre o segundo colocado, Corinthians.

O jogo

Antes do início da partida, foi respeitado 1 minuto de silêncio por causa do falecimento do ex-funcionário do Departamento de Marketing do Cruzeiro Esporte Clube, Marcus Vinicius de Ávila, acima de tudo um torcedor apaixonado pelo Maior de Minas e que conhecia tudo, com os mínimos detalhes, sobre a gloriosa história cinco estrelas.

Foi um jogo bonito, ofensivo, com as duas equipes em busca do ataque. Superior em campo, a Raposa quase abriu o marcador logo aos 4 minutos, através de Egídio, que recebeu excelente passe de Ricardo Goulart, mas finalizou mal, para fora.

O time da casa respondeu pouco tempo depois, com um chute forte de Lucas, que Fábio fez grande defesa, para escanteio. O goleiro cinco estrelas ainda teve outra importante intervenção, colocando a bola novamente para a linha de fundo, desta vez em falta cobrada por Edílson.

Marcelo Moreno, dentro da grande área, teve oportunidade, mas concluiu longe do gol de Jefferson. Já o Botafogo fez 1 x 0 aos 25 minutos, em um cabeceio de Edílson no canto esquerdo de Fábio.

Atrás no marcador, o atual campeão brasileiro foi em busca do empate e teve seguidas chances para até mesmo virar o placar ainda no primeiro tempo, com Everton Ribeiro e Ricardo Goulart, que chutaram em cima da zaga, e especialmente através de Marcelo Moreno e novamente Goulart, mas ambos concluíram para fora.

Pressão estrelada

O campeão mineiro voltou com tudo na etapa final e poderia ter conquistado a igualdade no primeiro lance, não fosse um preciso carrinho de Júnior César, que evitou a finalização de Ricardo Goulart dentro da área.

A pressão era enorme e o gol insistia em não sair, como no chute de Willian, da intermediária, que explodiu no travessão. Mas, aos 14, o zagueiro Léo, em jogada de puro oportunismo, empatou, após receber passe de cabeça de Dedé. 1 x 1.

Só dava Cruzeiro, que sufocava o adversário em busca da virada, enquanto o Botafogo tentava segurar o empate de todas as maneiras. Aos 22, Ricardo Goulart desviou cruzamento de Everton Ribeiro, para fora.

Aos 31, Everton Ribeiro cobrou falta e Nilton quase marcou. O volante cabeceou bonito no canto direito de Jefferson, que fez excelente defesa. No escanteio, o mesmo Nilton ganhou novamente de cabeça e testou com muito perigo, para fora.

O time mineiro buscou o triunfo até o final e quase foi coroado com a virada, aos 46, em um chute de Dagoberto, que recebeu dentro da área e só não garantiu a vitória por causa de outra importante defesa de Jefferson.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *