Com 1 a menos, Costa Rica vence nos pênaltis

Round of 16 - Costa Rica vs GreeceConsiderada a maior surpresa da Copa do Mundo, a Costa Rica, com um jogador a menos, derrotou a Grécia nos pênaltis neste domingo (29), após um empate de 1 a 1 no tempo normal, na Arena Pernambuco. Assim, pela primeira vez na história, a Costa Rica garantiu vaga nas quartas de final, contra a Holanda.

No tempo normal, o jogo foi taticamente morno e as duas equipes atuaram com cautela. Mas, no segundo tempo, a Costa Rica entrou em campo mais animada e Bryan Ruiz conseguiu marcar o primeiro gol da partida, após receber passe de Bolaños.

A Grécia tentou mudar o time, colocando Mitroglou no lugar de Samaris, Gekas no posto de Salpingidis e Katsouranis no de Maniatis. Pela Costa Rica, saiu Tejeda para entrada de Cubero, Gamboa cedeu o posto para Acosta, e Bolaños foi substituído por Brenes.

Sem desistir do jogo, aos 46 minutos do segundo tempo, Socratis empatou o placar, marcando o seu para a Grécia. No 1 a 1, a partida foi para a prorrogação.

Prorrogação

A Grécia começou a prorrogação pressionando mais e tentando aproveitar a desvantagem da Costa Rica pela expulsão de Oscar Duarte no tempo normal. Com uma temperatura de 28ºC na Arena Pernambuco, a Costa Rica estava visivelmente cansada, e o placar continuou o mesmo, fazendo o jogo ser decidido nos pênaltis.

Pênaltis

 O placar estava 4 a 3 nos pênaltis, quando o goleiro Navas defendeu a cobrança de Gekas. Com vantagem, Umaña cobrou para a Costa Rica e jogo terminou.

Pela Costa Rica, bateram Borges, Bryan Ruiz, González, Campbell, Umaña. Pela Grécia, Mitroglou, Christodoulopoulos, Holebas e Gekas cobraram os pênaltis.

Cartões

 Um dos destaques da partida foi o grande número de cartões: sete amarelos e um vermelho, a maioria para atletas da Costa Rica. A primeira advertência da partida foi aos 36 minutos para o grego Andreas Samaris, em um lance duro em cima de Joel Campbell.

Em seguida, Óscar Duarte, da Costa Rica, agarrou Christodoulopoulos e também foi penalizado com um amarelo. No segundo tempo, Duarte recebeu outro cartão, devido a um carrinho no lateral esquerdo Holebas, e o juiz australiano Benjamin Williams o expulsou da partida.

Por sua vez, Tejeda deu carrinho em Karagounis e levou cartão amarelo. No banco de reservas, Granados foi punido com um cartão por discutir com jogadores gregos e reclamar da arbitragem.

Autor do gol da Costa Rica, Bryan Ruiz foi advertido com cartão. Pela Grécia, Manolas também recebeu um amarelo. Aos 90 minutos, o goleiro Navas foi penalizado por fazer cera.

Zebras

 Do grupo D, o chamado “grupo da morte” (que reunia os três campeões mundiais Itália, Inglaterra e Uruguai), a Costa Rica é a única que ainda está no torneio e, por isso, é tida como a maior zebra da Copa.

Já a Grécia, que estava no grupo C, com Costa do Marfim e Japão, conseguiu se classificar para as oitavas de final junto com a Colômbia, que será a adversária do Brasil na próxima sexta-feira.

Ansa

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *