‘Estamos fazendo de conta que não vemos’ afirma Luiz Antônio Medeiros

Entorno da Arena Corinthians (Foto: Rodrigo Prada/Portal 2014)

Entorno da Arena Corinthians (Foto: Rodrigo Prada/Portal 2014)

“Estamos fazendo de conta que não estamos vendo”. É assim que o superintendente regional do Ministério do Trabalho em São Paulo, Luiz Antônio Medeiros, definiu a situação das obras para a construção da Arena Corinthians, sede da abertura da Copa do Mundo, no dia 12 de junho, com a partida entre Brasil e Croácia. Em entrevista concedida ao jornal “Folha de São Paulo”, Medeiros assumiu que concepção do estádio está ocorrendo de maneira equivocada, em decorrência do cronograma da Copa.

“Se esse estádio não fosse para a Copa, os auditores teriam feito um ato de infração por trabalho precário e paralisado a obra. Estamos fazendo de conta que não vemos algumas coisas irregulares”, disse o superintendente.

Luiz Antônio também revelou que tudo está sendo feito com anuência do Ministro do Trabalho, Manuel Dias. “Isso é trabalho precário. Mas não vamos nem entrar nesse assunto para não atrasar ainda mais a obra. Falei com o ministro e ele deu respaldo. Estamos fazendo de conta que não estamos vendo”, concluiu Medeiros.

Com 98% das obras concluídas, a Arena Corinthians já contabilizada três mortes desde o início das obras. As duas primeiras ocorreram em novembro do ano passado, quando um guindaste atingiu operários que trabalhavam na cobertura do estádio. No último sábado (29), Fabio Hamilton da Cruz, de 23 anos, caiu de uma altura de oito metros, segundo a empresa Fast Engenharia, enquanto fazia a instalação das arquibancadas provisórias.

Além do jogo de abertura, entre Brasil e Croácia, no dia 12 de junho, o local vai receber mais cinco jogos: Holanda x Chile, Uruguai x Inglaterra; Coréia do Sul x Bélgica; uma partida das oitavas de final e um duelo das semifinais.

Fonte: Portal 2014

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *