Botafogo vence o Náutico por 3 a 1

Botafogo venceO Botafogo voltou a vencer! O time virou o jogo e derrotou o Náutico por 3 a 1, nesta quarta-feira (9), na Itaipava Arena Pernambuco. Rafael Marques, Seedorf e Gegê fizeram os gols da vitória, dedicada ao técnico Oswaldo de Oliveira, que não viajou devido a uma licença médica.

Com 46 pontos, na terceira posição, o Glorioso tem como próximo adversário o Flamengo, domingo, no Maracanã.

O JOGO

A Itaipava Arena Pernambuco trazia boas lembranças ao Botafogo. No estádio, o time alvinegro venceu o Fluminense por 1 a 0, no primeiro turno. Desta vez, o início foi diferente. Apesar de até então estar sendo dominado, o Náutico se aproveitou de uma falha na saída de bola para abrir o placar aos 7 minutos. Maikon Leite arriscou de fora da área, a bola quicou e Renan não conseguiu a defesa.

O placar era injusto, mas o Botafogo mantinha a calma e a posse de bola, trocando passes até achar o espaço. Rafael Marques já havia tentado de fora da área e em cruzamento de Edílson, sem sucesso, até conseguir o empate, aos 25. Seedorf fez boa jogada pela esquerda, cruzou, Elias brigou pela bola, que sobrou para o camisa 20 fuzilar e marcar. Náutico 1 x 1 Botafogo!

Com o gol, o Botafogo melhorou e a virada passou a ser questão de tempo. Aos 28, Edílson arriscou de longe por cima. Nas únicas chances além do gol, seguidas, o Náutico parou em Renan, que pegou finalização estranha de Bruno Collaço e cabeçada perigosa de Willian Alves.

Do outro lado, o duelo era entre Seedorf e Ricardo Berna. O goleiro até evitou o gol nas duas primeiras, mas nada pôde fazer aos 39. Edílson, inteligentemente, cobrou escanteio para o camisa 10, na entrada da área, dominar e bater com muito estilo e categoria, no ângulo direito. Náutico 1 x 2 Botafogo!

O único ponto negativo do primeiro tempo foi que Elias, que fazia bom jogo, teve de ser substituído por Henrique, devido a um problema muscular. Nada que abalasse o Botafogo, que começou a etapa final perto de ampliar. Logo no primeiro minuto, Seedorf bateu falta da esquerda e Bolívar cabeceou rente à trave. Aos 2, Seedorf clareou pela esquerda e cruzou com estilo para Rafael Marques, que não conseguiu concluir com precisão em chance clara.

Substituto de Elias, Henrique tentou duas vezes em jogadas individuais, mandou uma para fora e outra Ricardo Berna pegou. Aos 11, Morales fez mais bonito, saiu costurando a zaga alvinegro e só parou em ótima defesa de Renan, com o pé esquerdo, salvando o Botafogo.

Com Oswaldo de Oliveira de licença médica, o auxiliar Luiz Alberto ficou no banco de reservas como técnico. Ele sacou Octávio e Rafael Marques, colocando Hyuri e Gegê. O Botafogo evitava se expôr e o Náutica buscava pressionar, mas ameaçava apenas em chutes de longe, como os de Maranhão e Marcos Vinicius. Mas a melhor chance veio no contra-ataque alvinegro, de Gegê para Seedorf, grande passe para Hyuri finalizar e Berna evitar o gol, aos 34. No minuto seguinte, Julio Cesar deixou de calcanhar, Gegê bateu, o goleiro espalmou e Henrique mandou para a rede, mas havia impedimento.

Quem também tentou foi Renato, em um bonito voleio, que saiu por cima. Mas Gegê é que apareceu para matar o jogo! Aos 43, Edílson fez linda jogada, foi ao fundo e rolou para trás. O meia dominou e tocou no canto, com categoria, fechando o placar.

Site Oficial do Botafogo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *