Desafios para a Copa das Confederações foram superados

Desafios para a Copa das Confederações foram superados, diz ministro do Esporte

Ministro dos Esportes Aldo Rebelo

A cinco dias do início da Copa das Confederações, o ministro do Esporte, Aldo Rebelo, disse segunda-feira (10) que o governo conseguiu superar “todos os desafios” para realização do evento. Na lista, segundo o ministro, estão itens como entrega e teste de estádios, planos de mobilidade, serviços de telecomunicações, centros de comando e controle para segurança e monitoramento de preços de hospedagem.

A Copa das Confederações começa no próximo sábado (15), com o jogo entre as seleções do Brasil e do Japão, no Estádio Mané Garrincha, em Brasília. Belo Horizonte, Recife, Rio de Janeiro, Salvador e Fortaleza também vão receber jogos do torneio.

“Superamos todos as dificuldades, todos os desafios relacionados com a preparação da Copa”, disse Rebelo, após reunião com os ministros da Casa Civil, Gleisi Hoffmann, da Justiça, José Eduardo Cardozo, da Saúde, Alexandre Padilha, das Comunicações, Paulo Bernardo, de Minas e Energia, Edison Lobão, das Cidades, Aguinaldo Ribeiro, e da Secretaria de Aviação Civil, Moreira Franco.

Rebelo reiterou que o governo, junto com órgãos estaduais e municipais de defesa do consumidor, vai monitorar os preços da rede hoteleira nas seis cidades-sede do evento para coibir abusos nos valores cobrados pelo serviço.

Quanto às obras de infraestrutura relacionadas aos grandes eventos esportivos, o ministro disse que o que ainda não está pronto deverá ser concluído a tempo da Copa do Mundo de 2014, como ampliação de aeroportos e obras de mobilidade urbana.

Para a segurança da Copa das Confederações, as seis cidades-sede estão equipadas com centros de comando e controle e já está em andamento uma operação da Polícia Federal e das Forças Armadas nas fronteiras do país. “O governo adotou providências para preparar, atuar e treinar as forças de defesa, as forças policiais e a Agência Brasileira de Inteligência (Abin)”, além da aquisição de equipamentos de controle, inteligência e ação”, listou.

Questionado sobre falhas no uso da tecnologia 4G nas cidades que sediarão o torneio, Rebelo reconheceu o problema e disse que o governo e as operadoras estão fazendo um esforço para garantir o uso do serviço. “Sempre teremos diferença entre a tecnologia disponível e o uso efetivo dessa tecnologia. Estamos fazendo um esforço para compatibilizar as duas coisas”.

Agência Brasil

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *