Seleção brasileira de taekwondo preparada para os desafios de 2013

Evento no Rio de Janeiro definiu os atletas titulares que representarão o país este ano

Os integrantes da nova seleção brasileira de taekwondo, que foi definida neste domingo, na Seletiva Fechada da categoria Adulto, no Rio de Janeiro, estão muito confiantes para os desafios que se aproximam este ano. O Campeonato Mundial de 2013, que se realizará em Julho, no México, foi o principal evento destacado pelos atletas. Até mesmo os mais jovens, casos de João Neto (-54Kg), Felipe Kenji (-63Kg) e Gabriela Siqueira (+73Kg), não se deixaram intimidar pelo peso da responsabilidade.

“Tenho muita determinação para vencer e irei treinar forte visando o Mundial. Quero representar o Brasil, dando o meu melhor, e acredito que é possível conseguirmos bons resultados”, declarou João Neto, atleta paranaense de 17 anos que conquistou a ontem a titularidade na seleção, na categoria -54Kg.

 

Seletiva marcada pela renovação

A seleção brasileira de 2013 foi marcada pela inclusão de novos atletas, vários deles bastante jovens, que poderão agora iniciar um longo trabalho que tem como objetivo final os Jogos Rio 2016.

A cara da renovação em 2012 – Guilherme Dias – manteve-se na categoria -58Kg, fazendo com que Márcio Wenceslau – seu adversário na final – ficasse como seu reserva. “Estou muito feliz por ter conquistado novamente a vaga. Este ano havia mais pressão porque conquistei o Pan-americano em 2012, mas felizmente essa pressão não me afetou negativamente e consegui o meu objetivo”, declarou Guilherme Dias.

Outros ícones do Taekwondo Nacional – Diogo Silva (-68Kg) , Marcel Wenceslau (-63Kg) e Hellorayne Paiva (+73Kg) – perderam a vaga na seleção principal, para Nichollas Pigozzi, Felipe Kenji e Gabriele Siqueira, respetivamente.

Na opinião de Márcio Wenceslau, estas novas esperanças são muito positivas para o Taekwondo Brasileiro. “No meu caso, posso dizer que, mesmo tendo perdido a competição, estou muito feliz por ter lutado com um atleta difícil como o Guilherme Dias, que está totalmente adaptado ao novo sistema do Taekwondo com o colete eletrônico. Para mim ter lutado de igual para igual com um atleta tão jovem foi muito positivo. Acho que estes atletas mais novos deverão treinar muito e se dedicar totalmente a este grande sonho que é poder representar o Brasil”, declarou

Embora tenha havido um grande índice de renovação, outros nomes de peso se mantiveram na seleção, como é o caso de Natália Falavigna, que garantiu a sua vaga na categoria -73Kg; Douglas Marcelino, que se mantém titular até 87Kg; ou Henrique Precioso, que deixou de ser reserva e passou a titular na categoria -74Kg.

COB

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *