NBB – Troféu de técnico do ano levará nome de Ary Vidal

Ary Vidal foi o primeiro técnico do time de Uberlândia

Ary Vidal foi o primeiro técnico do time de Uberlândia

A Liga Nacional de Basquete presta uma homenagem a uma das figuras mais importantes da história do basquete nacional. A partir deste ano, o troféu dado ao melhor técnico da temporada levará o nome do ex-treinador da Seleção Brasileira, Ary Vidal, hoje com 76 anos.

Ary Vidal foi um dos treinadores mais importantes no país e comandou a Seleção Brasileira em diversas conquistas internacionais. Sob seu comando, o os brasileiros chegaram pela última vez ao pódio em um Campeonato Mundial, com o terceiro lugar em 1978. Também foi com ele que o Brasil ganhou a medalha de ouro no Pan-Americano de Indianópolis, em 1987, superando os temidos norte-americanos na decisão.

O ex-treinador também esteve a frente da Seleção em duas Olimpíadas. Foi quinto colocado em Seul 1988 e sexto em Atlanta 1996 – esta a última aparição brasileira em Jogos Olímpicos.

“Para mim, é sensacional receber esta homenagem. Fiquei emocionado”, comentou Ary Vidal.

Nascido no Rio de Janeiro, Vidal tem passagem por diversos clubes pelo país, como Tijuca, Flamengo, Fluminense, Vasco, Sírio, Minas, Uberlândia e Sport Recife. Pelo Corinthians de Santa Cruz do Sul (RS), alcançou sua conquista mais importante, o campeonato nacional de 1994.

Tendo vivido os tempos áureos do basquete nacional, Ary Vidal vê de perto o ressurgimento da modalidade do país. Mesmo aposentado da função de treinador por problemas de saúde, o basquete ainda faz parte de sua vida. Vidal revelou que acompanha o NBB e frequenta jogos das equipes do Rio de Janeiro, cidade onde mora.

“O NBB está muito bom, ainda mais agora na fase final. O basquete passou por um momento ruim, mas agora voltou a crescer e recuperar seu merecido espaço, disse o lendário treinador.

Nas edições anteriores do NBB, os vencedores do prêmio de melhor técnico foram Paulo Chupeta (Flamengo – 2009), Lula Ferreira (Brasília – 2010) e Hélio Rubens (Franca – 2011).

Fonte: LNB

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *