João Vitor marca, e Palmeiras vence Paulista fora de casa

João Vitor sofre dura marcação mas deixa sua marca

João Vitor sofre dura marcação mas deixa sua marca

JUNDIAÍ – Disposto a incendiar a briga pela liderança do Paulistão Chevrolet 2012, o Palmeiras foi a Jundiaí, na noite desta quarta-feira (28), e venceu o Paulista por 1 a 0, no estádio Dr. Jaime Pinheiro de Ulhoa Cintra, em partida válida pela 16ª rodada da competição.

Com a vitória, o Palmeiras se reabilitou e subiu para 35 pontos, agora na vice-liderança. O Paulista, com 19, segue na nona colocação.

Lutando para se aproximar do G8, o time de Jundiaí arriscou alguns ataques, mas priorizou a marcação diante do alviverde, que estreou o meio-campista Wesley, mas foi mais perigoso nas bolas paradas, ora cobradas por Valdivia, ora por Marcos Assunção.

O Paulista assustou Deola aos 12 minutos, em chute cruzado de Reinaldo, que deixou Cicinho para trás e finalizou para o arqueiro alviverde se esticar todo e defender. A resposta alviverde veio com boa troca de passes entre Barcos, Valdivia e Wesley, que saiu na cara de Vagner e o arremate foi em cima do goleiro.

Com o zero no placar, Felipão mudou o time para a segunda etapa e voltou com Daniel Carvalho no lugar de Vinicius, e o Palmeiras passou a criar mais. Logo aos cinco minutos, após bela jogada individual, Daniel Carvalho bateu colocado e quase abriu o placar, mas Vagner defendeu.

O Galo da Japi contra-atacou e em escanteio da direita, Fabryzzio levantou na área e Diogo completou de cabeça, livre, mas a bola subiu demais. O Palmeiras voltou a levar perigo, desta vez com Barcos, que recebeu bom passe de Marcio Araújo, se livrou do marcador e bateu em cima do goleiro Vagner.

Após diversas tentativas, quando o placar parecia se encaminhar para o empate, João Vitor arrancou pelo meio, driblou o marcador e bateu colocado, com estilo, aos 42 minutos. A bola ainda bateu na trave antes de morrer no fundo das redes de Vagner, que se esticou todo, mas não achou nada: 1 a 0.

O Paulista tentou em cobrança de falta, já nos acréscimos, mas Deola espalmou para escanteio e garantiu a vitória fora de casa.

Na próxima rodada, o Palmeiras encara o Mirassol, no Pacaembu, enquanto o Paulista terá pela frente o Mogi Mirim, fora de seus domínios.

Ficha técnica
Paulista 0 x 1 Palmeiras

Árbitro: Demetrius Pinto Candançan;
Assistentes: João Bourgalber Nobre Chaves e Matheus Camolesi;
Quarto árbitro: Roberval José de Oliveira;
Assistentes adicionais: Flávio Rodrigues Guerra e Ilbert Estevam da Silva;
Local: estádio Jaime Cintra, em Jundiaí;
Data: 28 de março, às 22h.

Paulista: Vagner; Samuel Xavier, Diogo, Diego Ivo e Reinaldo; Madson, Wellington, Bruno Formigoni e Fabrizzyo (Barboza); Rychely e Renan Marques (Carlão).
Técnico: Luiz Carlos Martins.

Palmeiras: Deola; Cicinho, Román, Maurício Ramos e Juninho; Marcio Araújo, Wesley (João Vitor), Marcos Assunção e Valdivia (Ricardo Bueno); Vinicius (Daniel Carvalho) e Barcos.
Técnico: Luiz Felipe Scolari.

Gols: João Vitor (PAL), aos 42’ do segundo tempo.

CA: Diogo, Madson, Barboza (PAU); Mauricio Ramos, Juninho, Daniel Carvalho e Cicinho (PAL)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *