América-MG é campeão brasileiro sub-20

uipi-Amrica-MG__campeo_brasileiro_sub-20-21122011PORTO ALEGRE – Com um gol nos acréscimos do zagueiro Lula, o América venceu o Fluminense de virada e sagrou-se campeão do Campeonato Brasileiro Sub-20. Como em toda a competição, o Coelho não encontrou facilidades, mas demonstrou muita garra e superação para sair com o título da sexta edição da competição em sua primeira participação.

Além do título, a vitória por 2 a 1 sobre o Fluminense no Estádio Passo D’Area, em Porto Alegre, o América ainda teve o atleta Mateus como goleiro menos vazado e craque do campeonato.

O campeão inédito da competição que está em sua sexta edição, além da taça de campeão, traz na bagagem um caaro no valor de R$ 30 mil, oferecido pela Federação Gaúcha.

A partida foi marcada pelo equilibrio, digno de uma final. O adversário saiu na frente no primeiro tempo, mas, aguerrido em campo, o garotos alviverdes buscaram o empate com o capitão China cobrando pênalti antes de sair para o intervalo.

No segundo tempo, as equipes criaram oportunidades, mas a estrela do técnico Milagres, mais uma vez, brilhou forte. Aos 40 minutos ele mandou a campo o iluminado Taylor. Ele já havia feito o gol da vitória sobre o Cruzeiro e, hoje, foi dos pés dele que saiu a jogada do título. O guerreio cobrou o escanteio pela direita, aos 45 minutos, na pequena área. Anderson e Lula subiram no “terceiro andar” e venceram a marcação e o goleiro. A bola bateu nas costas do zagueiro Lula e morreu no fundo da rede, decretando a virada por 2 a 1.

Depois foi só comemorar e deixar que a emoção falasse mais alto. A delegação campeã retorna para Belo Horizonte na tarde desta quarta-feira, 21/12, com desembarque previsto em Confins para as 17h30. Uma grande recepção está sendo preparada pela torcida americana.

PRELEÇÃO

“Que eles joguem com alegria”. Essas foram as palavras finais do técnico Milagres aos seus comandados antes da grande final, em Porto Alegre.

Os guerreiros alviverdes, após o tropeço na primeira rodada, quando sofreram o único gol no campeonato, reabilitaram-se justamente em cima do time carioca. Diante disso, Milagres acredita que o adversário viria “mordido” para a decisão.

“Se fosse ao contrário, nós também iríamos entrar com as garras mais afiadas. Temos que ser aguerridos, pois todos os atletas esperam por este momento, e gostariam de estar presente nesta final. Esperamos fazer uma grande partida para sairmos campeões”.

E, no Coelho, quem ficou de fora foi o lateral esquerdo Bryan, suspenso com dois cartões amarelos. Em seu lugar, Milagres colocou o volante Bené e, no meio, entrou o volante Washington.

O JOGO

A partida começou com as duas equipes cautelosas, marcando forte no meio. Na primeira grande oportunidade, o Fluminense aproveitou bem. Aos 8 minutos, Igor Julião cruzou a bola na grande área, pela esquerda. O zagueiro Anderson errou o tempo da bola, que sobrou para Michel de frente para Matheus. Ele ajeitou e chutou forte, sem chances para o goleiro americano. Fluminense 1 x 0 América.

O gol mexeu com a equipe americana, que só voltou a atacar com perigo aos 16 minutos com o meia Kaio. Ele recebeu de Júnior Lemos e chutou de fora da área. A bola desviou na zaga e saiu pela linha de fundo.

EMPATE

Aos 19 minutos, o time americano envolveu o adversário com belos passes até a grande área. , A bola sobrou para o capitão China, que lançou Flávio na grande área. O atacante derrubado antes que pudesse dominar, com árbitro Leandro Vuadem marcando o pênalti. O capitão China cobrou com categoria, colocando a bola no canto direito do goleiro Silézio. América 1 x 1 Fluminense.

EQUILÍBRIO

O gol saiu no momento importante para o Coelho que crescia em campo e equilibrava a partida. O Coelho quase virou com o lateral Jaílson cruzando na medida para o atacante Ygor, na grande área, cabecear à direita do goleiro carioca.

O Coelho não deixava o adversário respirar. O atacante Flávio avançou pela direita e arriscou de fora da área. A bola desviou na zaga e saiu em escanteio. Na cobrança, a bola ficou pipocando na grande área até sobrar para a zaga carioca afastar o perigo.

Aos 42 minutos, um lance de sorte para a defesa americana. Higor recebeu cruzamento pela direta e ficou livre na frente do goleiro Matheus. O atacante acertou a trave esquerda do gol americano e voltou nas mãos do goleiro.

Na saída para o intervalo, o capitão americano falou sobre a partida e o gol de empate. “A gente sabia da dificuldade por já ter enfrentado a equipe deles. Tive a oportunidade de bater o pênalti e marcar o gol. Agora vamos conversar com o professor Milagres e ver o que temos que acertar para voltar para o segundo tempo e buscar a vitória”.

SEGUNDO TEMPO

A equipe voltou sem alteração para os 45 minutos finais. E a primeira chance foi para o Fluminense, aos 4 minutos, em cobrança de escanteio de Cássio, mas a zaga americana afastou.

Aos 6 minutos, Jaílson cruzou pela direita, a bola passou por toda a grande área e sobrou para o meia Kaio, na esquerda. Ele tocou para trás para Washington bateu de frente para o gol, porém, pela linha de fundo.

Dois minutos depois foi a vez de Junior Lemos ganhar do marcador pela direita e cruzar rasteiro, na medida para Kaio. Ele chutou firme, mas por cima do gol. Uma grande oportunidade para o Coelho!

Aos 16 minutos, Kaio arrancou pela esquerda em velocidade até a grande área, mas a zaga tricolor conseguiu chegar e cortar para escanteio. Na cobrança, o zagueiro Anderson testou firme, porém, por cima do gol.

Aos 31 minutos, o técnico Milagres fez a primeira alteração na equipe colocando o volante Diego no lugar do lateral direito Jaílson.

Aos 32 minutos, o atacante Marcos Junior se chocou fortemente com o goleiro Matheus e causou um grande susto em todos. O jogador foi levado de ambulância para o hospital.

TÍTULO

A partida foi retomada aos 36 minutos e o técnico Milagres aproveitou para colocar o artilheiro Hindian na vaga de Flávio. Aos 40 minutos, o técnico Milagres fez a terceira alteração. Ele colocou o meia Taylor na vaga de Ygor. E o Coelho partiu para a pressão. Tanto que, aos 45 minutos, Junior Lemos avançou pela direita e chutou forte. A bola bateu no zagueiro e saiu pela linha de fundo. China cobrou o escanteio e a zaga provocou um segundo escanteio.

Desta vez quem foi cobrar foi o meia Taylor, que tinha acabado de entrar no jogo – e, como na partida anterior, a estrela do técnico e do jogador brilhou novamente. Em jogada ensaiada, a bola foi cruzada no “primeiro pau” para os zagueiros Anderson, Lula e o volante China. Eles fecharam rápida e venceram o goleiro adversário. A bola bateu nas costas de Lula e entrou.

Aos 48 minutos, o melhor goleiro e craque da competição saiu voando do gol para fazer a defesa após cobrança de uma falta pela direita. Foi o último lance do jogo. Depois, após o apito final, uma grande e merecida festa dos jogadores americanos.

FICHA TÉCNICA
América 2×1 Fluminense

Data: 20 de dezembro de 2011, terça-feira
Horário: 21h
Local: Estádio Passo D’Areia, Porto Alegre-RS

Árbitro: Leandro Pedro Vuaden
Auxiliares: Júlio Cesar Henrique dos Santos e Carlos Henrique Selbach
Cartões amarelos: Washington, Kaio – América; Nelinho – Fluminense

Gols: China (19’ – 1° tempo), Lula (45’ – 2° tempo) – América; Michael (8’ – 1° tempo) – Fluminense

América
Matheus; Jaílson (Diego), Lula, Anderson, Bené ; China, Washington, Junior Lemos, Kaio; Ygor (Taylor) e Flávio (Hindian).
Técnico: Milagres

Fluminense
Silézio; Igor Julião (Fabinho), Wellington Carvalho, Léo Lélis, Erick; Fábio, Ewérton, Cássio, Higor (Gullithi); Michael (Rafael) e Marcos Júnior (Nelinho)
Técnico: Marcelo Veiga

Redação Uipi!
Fonte: AE
Imagem: americamineiro.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *