Presídio de São Joaquim de Bicas inaugura unidade da Universidade Aberta e Integrada de Minas Gerais

Na tarde da última segunda-feira (22/12) foi inaugurada a primeira unidade da Universidade Aberta e Integrada de Minas Gerais (Uaitec) dentro do Presídio de São Joaquim de Bicas I, localizado na Região Metropolitana de Belo Horizonte. A iniciativa, uma parceria entre as Secretarias de Estado de Defesa Social (Seds)Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (Sectes);Desenvolvimento Econômico (Sede); e Ouvidoria Geral do Estado (OGE), possibilitou a instalação pioneira de uma unidade universitária dentro de um presídio mineiro.

Salas de aula com equipamentos de última geração, lousa interativa, biblioteca virtual, salas de educação virtual e uma estrutura confortável para receber 150 alunos e professores. Esta é a nova realidade que define o pioneirismo de Minas Gerais, unindo educação e ressocialização.

A partir de agora, cerca de 150 detentos terão acesso a cursos profissionalizantes, de capacitação e de graduação, distribuídos nas mais diversas áreas do conhecimento. Os cursos superiores serão oferecidos àqueles internos que obtiveram nota satisfatória no Enem Prisional para cursar graduações oferecidas pelas universidades parceiras da Uaitec. Para o superintendente de Atendimento ao Preso, Helil Bruzadelli, o objetivo de iniciativas como esta é “transformar o sistema prisional em um ambiente justo e fraterno, garantindo aos internos os direitos previstos em lei”.

Durante a cerimônia de inauguração, o subsecretário de Administração Prisional, Samuel Marcelino de Oliveira, falou sobre a importância desta iniciativa: “Nós cremos que, para o indivíduo que está aqui, privado de liberdade, é fundamental que ele aprenda uma profissão dentro da unidade prisional. A Uaitec perpassa desde o curso técnico até o curso de graduação. Ficamos muito envaidecidos em receber esta iniciativa. Temos outras quatro unidades prisionais com a perspectiva de receber muito em breve, também, uma unidade da Uaitec”. Samuel Oliveira refere-se às obras e negociações que já estão em andamento para a instalação de unidades da universidade nos presídios Inspetor José Martinho Drumond,  São Joaquim de Bicas II, Antônio Dutra Ladeira e na Apac de Nova Lima.

O Ouvidor Geral do Estado, Fábio Caldeira de Castro Silva, deixou o seu recado aos internos que serão beneficiados com as novas instalações: “não limitem os seus desafios, desafiem os seus limites. Esta é a tônica da nossa iniciativa. Eles são limitados, sim, na sua liberdade, mas eles têm que desafiar todas estas limitações aproveitando esta oportunidade”, disse.

O Uaitec, programa desenvolvido pela Secretaria de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, está presente em 120 municípios do estado e já atendeu cerca de 55 mil mineiros de todas as regiões de Minas. Para o subsecretário da pasta, Sérgio Lourenço, “um dos maiores prazeres da vida é a capacidade de realizarmos algo em favor da sociedade. E a Uaitec vem exatamente nesta linha, de contribuir como instrumento de produção e meios para que o cidadão tenha acesso ao conhecimento. Se não tivermos uma sociedade que tenha acesso ao conhecimento, dificilmente teremos uma país competitivo e em condição de gerar emprego e renda para toda a população”.

Após a cerimônia de inauguração, cerca de 50 pessoas que participaram do evento foram convidadas a conhecer o novo espaço instalado dentro da unidade prisional. As cinco salas de aula, salas de apoio, sala para os professores e banheiros, todos adaptados para receber pessoas com deficiência, não parecem estar localizados dentro de um presídio. As unidades Uaitec seguem um padrão de planta arquitetônica e este critério também foi seguido no Presídio de São Joaquim de Bicas I e será seguido nas futuras instalações das demais unidades prisionais.

Programa

O programa Uaitec é gratuito e tem como objetivo a construção de um ambiente no qual as universidades estaduais e federais mineiras possam oferecer diversos cursos por meio de uma rede de polos de educação a distância.

Todas as unidades da rede são equipadas com ferramentas de tecnologia que auxiliam no aprendizado dos alunos. O espaço é composto por salas de videoconferência e inclusão digital, laboratório virtual, centro de processamento de dados, núcleo de apoio ao empreendedor / agente local de inovação, dentre outros ambientes, todos construídos e montados com acessibilidade para pessoas com deficiência.

O Programa Uaitec tem como objetivo ser a maior plataforma de educação à distância de Minas Gerais, introduzindo nova estrutura de videoconferência e ferramentas, como lousas inteligentes, bibliotecas e laboratórios virtuais. Desta forma é possível ampliar, democratizar e interiorizar o acesso a conteúdos pedagógicos que sirvam para qualificação e requalificação da mão de obra e para formação profissional.

Fonte: Agência Minas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *