Jovem é condenado a 21 anos por tentar matar delegado em Uberlândia

Dupla é julgada por tentativa de homicídio contra delegado de Uberlândia

Fledson, à esquerda, foi absolvido de todas as acusações. Jadson foi condenado

Foram a júri nesta quarta-feira, 5 de agosto, no Fórum Abelardo Penna, em Uberlândia, dois acusados de tentarem matar o delegado Eduardo Leal, da Polícia Civil de Uberlândia. Um dos acusados, Fledson Santos Reis foi inocentado de todas as acusações.

O outro, Jadson Santos Nascimento pegou 21 anos e 15 dias de prisão. Foram 6 anos e 8 meses pela tentativa de homicídio contra o delegado, e o restante por formação de quadrilha, tráfico de drogas, posse de arma e munição e disparo de arma de fogo.

O crime foi há exatamente três anos, em 7 de agosto de 2012. Eduardo Leal foi atingido por um tiro de raspão no braço esquerdo ao abordar três homens em atitude suspeita no Bairro São Jorge, durante uma uma operação investigativa.

Um terceiro acusado, Diego Nunes da Silva, o Branquinho, foi preso em Itumbiara-GO, em maio de 2014, por envolvimento com o tráfico de drogas. Segundo o delegado Ricardo Chueire, de Itumbiara Branquinho comandava o tráfico no Bairro São Jorge, em Uberlândia.

Com informações de Cássia Bomfim

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *