Índice de infestação da Dengue em Uberlândia fica em 6,2%

Focos de dengue

Imagem: Romens Almeida/TV Vitoriosa

Índice de infestação do Aedes Aegypti fica em 6,2% em Uberlândia. Este é o maior índice registrado no mês de março nos últimos cinco anos.

Foram visitados 11.155 imóveis na cidade e o CCZ considera o quadro preocupante. Em janeiro, o Liraa registrado foi de 3,4%. O aumento do número de focos do mosquito pode ser explicado por alguns fatores, entre eles a questão climática, conforme informou Edmar Olegário de Campos, coordenador do programa combate à dengue.

Nesta sexta-feira, 20, pela manhã foram feitas ações de conscientização e de combate aos focos do mosquito transmissor da Dengue no Bairro Dom Almir. 

Nos Bairros Jardim Ipanema, Dom Almir, Prosperidade, Jardim Sucupira e Joana Darc está concentrado o maior índice de infestação – 11,8% dos casos.

Bairros da zona oeste e zona sul de Uberlândia também registram índices altos – 11,5%. Mais uma vez, a maioria dos focos foi encontrada nas residências – no total 90,5% dos casos.

Nesta manhã de sexta-feira, 20, agentes de Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) e equipes da Secretaria de Serviços Urbanos percorreram casas e imóveis do Bairro Dom Almir para orientar a população. Os recipientes que serviam criadouros do mosquito foram recolhidos e também foi realizada a limpeza dos bueiros.

Até o último levantamento do setor epidemiológico da secretaria de saúde, Uberlândia já havia registrado 2.399 casos suspeitos da doença. Desses, 614 foram confirmados. O cenário é de uma epidemia.

Diante desse quadro da doença, a secretaria municipal de saúde já estabeleceu ações para combater os focos do mosquito e melhorar a capacidade de atendimento nos casos suspeitos da dengue, segundo informou Rosana Gervásio, coordenadora do programa epidemiológico.

Com Gabriel Guimarães

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *