Secretário de Saúde fala sobre caso de infecção por bactéria no Hospital Municipal

Secretário de Saúde de Uberlândia, Almir Fontes

Secretário de Saúde de Uberlândia, Almir Fontes

Em entrevista exclusiva durante participação ao vivo no programa Chumbo Grosso, da TV Vitoriosa, o Secretário de Saúde de Uberlândia, Almir Fontes, falou sobre o caso da infecção por bactéria detectada na Maternidade do Hospital Municipal de Uberlândia na última sexta-feira (5), durante coleta de rotina.

Gestantes enfrentaram problemas, pois 10 leitos precisaram ser isolados para desinfecção. De acordo com o secretário, nenhum recém-nascido faleceu no hospital Municipal devido à infecção, ao contrário dos rumores que circulavam.

Segundo ele, a comissão de infecção hospitalar faz o acompanhamento rotineiramente do quadro de infecção e, quando é identificada uma bactéria mais resistente, pode acontecer o isolamento do leito e do paciente. “Como foi identificado essas duas bactérias, e a UTI neonatal do Hospital Municipal é segmentada, então você separa essas crianças e faz a limpeza de toda a UTI”, esclarece Almir Fontes.

O secretário afirma que no início desta semana a UTI neonatal será liberada. Para não colocar em risco os demais pacientes, aqueles que não foram internados no hospital Municipal, receberam direcionamento para o SUS Fácil mais próximo.

Secretário de Saúde fala sobre caso de infecção por bactéria no Hospital Municipal 2Sobre a transferência de Letícia Olímpio dos Santos, 17 anos, Almir informa que autorizou a ambulância a levar a jovem depois de conversar com familiares. A preferência pelo hospital de Araguari foi para que Letícia e o bebê recebessem atendimento adequado, na unidade do SUS mais próxima. O secretário garantiu que será apurado sobre a ambulância usada para o transporte da paciente, pois a mesma não oferecia nenhuma segurança. A gestante também não contou com acompanhante da área da saúde na transferência.

 

Uma resposta a Secretário de Saúde fala sobre caso de infecção por bactéria no Hospital Municipal

  1. Tally disse:

    Mentira, eu tive gemeas e uma delas morreu dia 4 dezembro de 2014 na uti neo natal do hospital municipal por causa dessa bacteria..

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *