Van transportava 160 kg de carne junto a produtos químicos

Após uma abordagem feita pela Polícia Rodoviária Estadual na BR-497, entre Uberlândia e Prata, no Triângulo Mineiro, a Vigilância Sanitária recolheu mais de 160 quilos de carne bovina e suína, que estavam sendo transportados juntamente com produtos que poderiam causar contaminação ao alimento. A carne foi inutilizada, gerando um prejuízo de quase R$ 1 mil.

O motorista da van de frete disse que estava levando latas de tinta para um cliente, baterias de automóveis para outro e a carne para um terceiro cliente. Ele ainda afirmou que a carne estava protegida com duas embalagens plásticas resistentes, mas reconheceu a forma errada de acondicionamento dos produtos.

De acordo com Ricardo Tomaz da Silva, coordenador da Vigilância Sanitária em alimentos, apesar de a carne estar com nota fiscal, era necessário um alvará para o transporte de alimentos. Além disso, o veículo precisa ser refrigerado. “Em hipótese nenhuma poderia estar no mesmo ambiente alimento e os outros produtos químicos, que poderiam gerar contaminação, prejudicando quem comesse a carne.”

Segundo o sargento Samuel Nunes Júnior, da PRE, o veículo estava com os documentos em dia, mas foi recolhido até que o dono providencie reparo de algumas avarias nos pneus e vidros. O condutor também estava com os devidos documentos de trânsito.

O coordenador da vigilância em alimentos informou ainda que será aberto um processo administrativo contra a empresa de transportes para uma possível aplicação de multa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *