Mulher desmente acusação de ser mandante do espancamento do ex

Samara desmentiu as acusações e disse que um mandado proíbe o ex de se aproximar dela

Samara desmentiu as acusações e disse que um mandado proíbe o ex de se aproximar dela

Uma mulher acusada pelo ex-marido de mandar espancá-lo e roubar a moto dele procurou nossa equipe de reportagem para apresentar sua versão. Samara Jaqueline Ivo Araújo Moura nega as acusações. Ela disse que se separou recentemente de Aldo Aparecido do Carmo, com quem tem um filho de quase dois anos e que há um mandado expedido pela justiça que o obriga a manter distância dos dois.

Aldo Aparecido do Carmo trafegava pela BR- 497 na noite de quinta-feira (28), quando próximo ao bairro Jardim Célia, foi abordado por homens armados, espancado e teve a moto roubada. A vítima foi levada para a UAI do bairro Planalto. Aos policiais, ele disse conhecer os autores e acusou Samara de mandante do crime.

Segundo ele, na partilha dos bens ele ficou com a motocicleta e ex-esposa com um carro e ela não teria ficado satisfeita, tendo encomendado o crime para também ficar com a moto.

Ela conta neste direito de resposta que o ex a agredia fisicamente, quebrava as coisas em casa e por isso ela o deixou. De acordo com a mulher, ele não aceitando o fim do relacionamento, a ameaçava. Ela teria acionou a justiça, que determinou que ele não se aproximasse dela e do filhinho sob risco de prisão. Samara conta ainda que ele continua ameaçando-a e rondando a casa dela e dos familiares.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *