Homem é morto a pauladas, queimado e jogado no Anel Viário

O corpo de Cláudio foi encontrado queimado dentro de um saco plastico no Anel Viário

Foi encontrado morto nesta noite de quarta-feira (24) Cláudio Borges de Medeiros, de 35 anos, que estava desaparecido desde o dia anterior. O corpo dele apresentava sinais de espancamento e estava parcialmente carbonizado, dentro de um saco plástico, nas proximidades do Anel Viário Airton Senna, em Uberlândia.

A polícia já tem um suspeito e, segundo amigos deste, ele teria flagrado sua mulher mantendo relação sexual com a vítima, momento em que se armou com um pedaço de madeira e desferiu golpes contra a cabeça e corpo da vítima, levando-a à morte.

O corpo de Cláudio foi jogado em uma área rural, a aproximadamente 500 m do Anel Viário, ao lado de um posto de combustível, local conhecido como Pedreira. A perícia contatou espancamento e queimaduras, e que a morte foi provocada por afundamento do crânio.

Rodolfo Medeiros, cunhado da vítima, suspeita que o autor seja o marido de uma mulher com quem Cláudio teria  um relacionamento. “Ele estava se relacionando com uma mulher que tinha um rolo com outro rapaz, um carroceiro e ele (carroceiro) está foragido” falou Rodolfo.

Um conhecido da vítima disse à reportagem que Cláudio tinha terminado com essa mulher, e ela começou a se envolver com o carroceiro. “Mas ela nunca deu paz para o Cláudio, sempre ligando e pegando dinheiro dele, porque ele ganha muito dinheiro, ele tocava muita obra”, relatou um conhecido da vítima.

Segundo familiares, foi encontrado um chinelo debaixo do pé de manga onde os “amantes” tinham o costume de se encontrar. Eles desconfiam que este seja o local do assassinato. “Sabemos quem é (o autor), mas é menor de idade, a polícia falou que não era para mexer com ele. Infelizmente nós ligamos mais cedo para a polícia e eles falaram que não podia fazer nada, porque enquanto não achasse o corpo não era homicídio”, afirmou um amigo da vítima.

Ainda de acordo com familiares, depois do último encontro, na terça-feira, Cláudio desapareceu. Parentes acionaram a polícia depois de receber por um menino, não identificado, que Cláudio estaria morto. Foi feito um cerco bloqueio, mas a vítima não foi encontrada.

A família conteve o suspeito do assassinato momentos antes de o corpo ser encontrado, mas tiveram que soltá-lo por falta de provas, e ele desapareceu. Segundo apurado pela polícia, o autor embarcou com a co-autora com destino a cidade de Itumbiara-GO.

Está é a morte violenta de numero 165, em Uberlândia neste ano de 2012.

2 respostas a Homem é morto a pauladas, queimado e jogado no Anel Viário

  1. cristina disse:

    foi uma corvadia mesmo que deveria ter morrido nao era ele pois ele era um rapaz muito bom trabalhar essa mulhar nao vale nada conheco que infelizmente morreu quem matou e a mulher que e uma vagabunda uma morte muito lamentavel

  2. Brenda disse:

    Quem não sabe da história direito não tem que ficar dando palpites!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *