Mulher é vítima de estelionato imobiliário

Terezinha Pereira Cardoso não recebe corretamento os aluguéis há quatro meses

Terezinha Pereira Cardoso não recebe corretamento os aluguéis há quatro meses

Na tarde desta quarta-feira (12), uma mulher fez uma denúncia contra uma imobiliária localizada na avenida Brasil, bairro Aparecida. De acordo com a vítima, de Araguari, ela possui alguns imóveis alugados em Uberlândia, porém o dinheiro pago pelos inquilinos é repassado pelo estabelecimento comercial, na forma de cheques sem fundos.

A vítima acrescenta que já foi feito o boletim de ocorrência, porém o proprietário teria dito a ela que o caso não iria “dar em nada”, porque ele é advogado.

A vítima procurou a TV Vitoriosa para fazer um apelo. A reportagem, então, procurou o presidente do Sindicato das Empresas de Compra, Venda, Locação e Administração de Imóveis (SECOVI) de Uberlândia, Paulo Maurício Carneiro Silva. Silva explicou que a imobiliária não possui credenciamento no sindicato e informou que é importante, antes de procurar os serviços de uma empresa, ter conhecimento sobre os fatores legais que a competem e os profissionais ligados a ela.

Por outro lado, Edgmar Souza Ferraz, presidente da OAB da cidade, explicou que é restrito o poder do órgão, quanto à fiscalização de profissionais ligados a advocacia, que atuam em outros setores.

O dono da imobiliária foi procurado, porém não concedeu entrevista. Já faz quatro meses que a vítima não recebe corretamente o valor pago pelos aluguéis.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *