Avó reclama que não pode colocar capelinha no túmulo do neto em Uberlândia

A capelinha teve que ser retirada

A capelinha teve que ser retirada

Uma avó está indignada com um Cemitério em Uberlândia. Ela relata que perdeu o neto tem quase dois anos e resolveu fazer uma capelinha de madeira para colocar no túmulo do menino.

A administração do Cemitério pediu que Raimunda Rodrigues retirasse a capelinha.”Eu perguntei por que, eles me responderam que estava na lei, que nenhum túmulo pode ter capelinha, e todos os que têm estão irregulares“, afirma.

Essa e outras estão nos túmulos

Essa e outras estão nos túmulos

O repórter Lourival Santos foi até o cemitério Bom Pastor para esclarecer as dúvidas se pode ou não colocar capelinhas nos túmulos. O administrador Elias Ferreira relatou que existe uma regulamentação da empresa, que estabelece que é proibido qualquer tipo de construção acima do solo.

O que é permitido é somente a placa padrão de identificação do túmulo e os dados de quem está sepultado no local. Cruz, Santos ou qualquer outro tipo de objeto é proibido. No momento oportuno todos os objetos serão retirados e ficarão a disposição do proprietário por 60 dias. Caso não venha buscar, esse material será descartado”, afirma.

Por Lourival Santos:

 

Uma resposta a Avó reclama que não pode colocar capelinha no túmulo do neto em Uberlândia

  1. justiça disse:

    Não acho que deveria fazer isso, no sao pedro tem ate casa mesmo, caramba.. deixem as pessoas demonstrar o que sentem com respeito. Que tipo de mal ha em fazer isso?? vai entender essa lei adm do cemitério… tem que cuidar é da educação dos funcionários de lá, os sepultadores, que nem o buraco fazem direito.. covas rasas, que quase dá p ver o caixão…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *