Vídeo mostra mega traficante brasileiro sendo executado no Paraguai

Jorge Rafaat

Arma antiaérea foi acoplada a veículo de executores de Jorge Rafaat (Divulgação)

Um vídeo divulgado na internet mostra o momento em que mais de 100 traficantes executam o empresário e narcotraficante brasileiro Jorge Rafaat Toumani, no Paraguai. Ele levou vários disparos após cair em uma emboscada no início da noite de quarta-feira (15), em Pedro Juan Caballero – cidade que faz fronteira com a brasileira Ponta Porã, a 323 km de Campo Grande.

A cabeça e o peito do traficante ficaram com buracos enormes provocados pelos tiros de fuzil .50, normalmente usado para abater aeronaves.

Conhecido como o “Rei da Fronteira” Rafaat foi condenado em 2014 por tráfico pelo juiz federal Odilon de Oliveira.

Informações do jornal paraguaio ABC Color apontam que a execução ocorreu em uma rua do Centro de Pedro Juan, perto do mercado municipal da cidade. Rafaat seguia em uma Hammer blindada, porém, o veículo não suportou o calibre das munições usadas e ele acabou sendo atingido e morto no local.

Sérgio Lima é apontado como o matador de Jorge Rafaat

Sérgio Lima é apontado como o matador de Jorge Rafaat

De acordo com a Polícia Nacional de Pedro Juan Caballero, fronteira com a cidade sul-mato-grossense de Ponta Porã, a 320 km de Campo Grande, o homem que manuseava a arma que atingiu mortalmente Rafaat é o carioca Sérgio Lima dos Santos, de 34 anos.

Ele está preso e sob escolta da Polícia Nacional. Conforme foi divulgado, Santos deu entrada no hospital da cidade em estado grave.

A Polícia Nacional do Paraguai informou também que a caminhonete em que estava Sérgio dos Santos está sendo periciado, mas já se sabe que ela foi roubada na Argentina. A Toyota Fortuner SUV, de fabricação argentina, foi preparada para o ataque.

Jorge Rafaat 2O banco traseiro foi arrancado, para que fosse instalado o fuzil .50 com suporte. As fotos mostram muito sangue, o que demonstra que o atirador foi ferido pelos seguranças de Jorge Rafaat.

 

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *