Primeira edição da Olimpíada Brasileira de Cartografia está com inscrições abertas

O estímulo à cartografia ganha destaque em 2015 com a primeira edição da Olimpíada Brasileira de Cartografia (Obrac). A competição é voltada aos estudantes do Ensino Médio com idade entre 14 e 18 anos. As inscrições podem ser feitas até o dia 14 de abril no site www.olimpiadadecartografia.uff.br. De acordo com o regulamento do torneio, cada escola participante deverá formar uma equipe de quatro alunos e um professor responsável. Cada equipe inscrita deverá realizar as atividades propostas na data estabelecida no calendário da competição.

A Olimpíada Brasileira de Cartografia é composta por três etapas. A 1º etapa será online, através do website do torneio, e eliminatória. Já a 2º etapa, também eliminatória, será de duas atividades práticas, a serem realizadas na escola e enviadas, por meio eletrônico, para a Comissão Julgadora.

As três equipes que obtiverem os melhores desempenhos nas duas primeiras etapas, participarão da etapa final da competição no Rio de Janeiro, onde os alunos participarão de mais uma etapa de prova de questões e de uma a corrida de orientação. Essa fase da competição ocorrerá no Rio de Janeiro, no período de 20 a 23 de agosto de 2015. A Olimpíada Brasileira de Cartografia custeará as despesas da viagem.

Provas

As provas serão compostas por questões relativas ao conhecimento do aluno no campo da cartografia, matéria trabalhada nas escolas de ensino básico dentro da disciplina de Geografia, mas também com possibilidades de exploração em outros campos, como História, Matemática e Educação Física, envolvendo temas como orientação (com bússola), escala, coordenadas geográficas e representação gráfica do terreno, importantes elementos para a compreensão e interpretação do espaço.

Todos os participantes da primeira edição da Obrac serão certificados e os finalistas da competição serão premiados na cerimônia de abertura da Conferência Internacional de Cartografia, no Rio de Janeiro, a ser realizada no dia 23 de agosto de 2015.

Conhecimento e socialização

A Olimpíada Brasileira de Cartografia também busca prover os professores de conhecimento e ferramentas para o ensino dinâmico e participativo em áreas como Geografia e Matemática, além de promover a socialização entre docentes e estudantes por meio de atividades coletivas e fomentar a formação de recursos humanos para atuação na área de cartografia e geotecnologias. A olimpíada é financiada pelo Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq).

Agência Minas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *