Câmara mantém veto à construção de uma EMEI no Bairro Tibery

 

Terreno onde seria construída a EMEI

Terreno onde seria construída a EMEI

Em dezembro do ano passado, quando os vereadores de Uberlândia aprovaram o projeto de Lei Orçamentária para 2015, algumas emendas foram analisadas e algumas vetadas. Entre as emendas aprovadas, tinha uma que pedia a construção de uma escola de educação infantil no Bairro Tibery. 

A emenda que foi aprovada no ano passado foi vetada. E nas sessões da câmara deste mês o veto foi mantido por parte dos vereadores que aprovaram a emenda no final do ano passado.

A emenda do vereador Doca Mastroiano na Lei Orçamentária Anual de 2015 destinava R$ 602 mil para a construção de uma Escola Municipal de Educação Infantil num terreno que pertence ao município e fica de frente ao Parque do Sabiá. O local é entre a Rua Haia e Avenida Expedicionários. Mas ela foi vetada por ser, segundo a justificativa do veto, “contrária ao interesse público”.

O Tibery é atendido por três creches. Uma das principais fica na Avenida Europa, que hoje conta com 220 alunos de até 5 anos no total. O número de crianças fez com que um anexo precisasse ser alugado em 2014, na Rua Londres. Somados os valores dos dois imóveis, a prefeitura gasta R$ 58.680 com alugueis por ano. O veto à emenda que pedia construção de uma escola foi mantido com a votação de 12 vereadores na Câmara Municipal em plenário.

Segundo o vereador poderia ser usada a verba de um emenda orçamentária do então deputado federal Elismar Prado datada de 2008. Em nota, o agora deputado estadual informou que o convênio teve um novo termo de aditamento em 2013, e um acréscimo do valor aprovado em julho de 2014.

Os recursos previstos passaram, então para R$ 9,6 milhões. A prefeitura teria uma contrapartida de R$ 97,5 mil. Os valores estão previstos para oito creches. Quando questionada em dezembro do ano passado pela reportagem da TV Vitoriosa, a Secretaria de Educação informou que os valores não podem ser especificamente no Bairro Tibery.

Por Vinícius Lemos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *