Campanha de prevenção a DSTs e Aids será focada nos jovens neste carnaval

Agência Minas

Agência Minas

“A pegada do Carnaval é usar camisinha”. Essa é a campanha que a Secretaria de Estado da Saúde está lançando para o carnaval deste ano. O objetivo é reforçar a prevenção de doenças sexualmente transmissíveis (DSTs) especialmente durante a festa. Para isso, material explicativo e mais de 5 milhões de preservativos serão distribuídos em Belo Horizonte e nas 28 regionais de saúde de Minas Gerais.

O público jovem é o alvo da campanha. Segundo dados do FINAM/MG, sistema de registro da doença, 48% dos novos doentes de Aids em Minas, no ano passado, estão na faixa etária entre 15 anos e 34 anos. “Todos devem se cuidar. Os jovens sabem como, mas ainda estão resistentes. O carnaval é uma festa predominantemente jovem. Por isso a linguagem da campanha foi pensada para alcançá-los” alerta a coordenadora de DSTs/Aids e Hepatites Virais da Secretaria de Estado de Saúde (SES/MG), Jordana Costa Lima. Segundo a pesquisa “Juventude, Comportamento e DST/Aids”, coordenada pela Caixa Seguro, com acompanhamento do Ministério da Saúde e da Organização Pan-Americana de Saúde, publicada este ano, 40% dos jovens entrevistados, com idade entre 18 anos e 29 anos, disseram dispensar o uso da camisinha.

E não são apenas os jovens que se descuidam.  Dados da Pesquisa de Conhecimentos, Atitudes e Práticas População Brasileira(PCAP), de 2013, feita pelo Ministério da Saúde, mostram que 93% dos entrevistados entre 15 anos e 64 anos dizem que a camisinha é a melhor maneira de prevenir DST e Aids, mas 46%destes não fizeram uso de preservativo em todas as relações sexuais casuais.

Aids em Minas

Segundo dados da Coordenação Estadual de DTS/Aids e Hepatites Virais, da Secretaria de Estado da Saúde, de 2007 a 2014, já foram confirmados cerca de 18.626 novos casos da doença em Minas, sendo que 42% deste total foram em pessoas com idade entre 15 anos e 34 anos. Em 2014 foram notificados 1.065 novos casos de HIV/Aids na faixa etária de 20-34 anos, público jovem, do sexo masculino de maior predominância.

Confira o registro de novos casos entre jovens:

Dados DST - copy ag minas

Sobre a doença

O HIV é a sigla em inglês do Vírus da Imunodeficiência Humana, causador da Aids. Nem todo portador desenvolve a doença,  mas pode transmiti-la por relações sexuais desprotegidas, pelo compartilhamento de seringas contaminadas ou de mãe para filho durante a gravidez ou amamentação. Apesar dos grandes avanços em relação ao tratamento e qualidade de vida dos portadores do vírus, um dos maiores problemas que envolvem a AIDS continua sendo a falta de diagnóstico precoce. Em caso de dúvidas a respeito da contaminação ou algum sintoma, como febre por mais de 30 dias e emagrecimento repentino (mais de 10% do peso corporal), a pessoa deverá procurar um Serviço de Atendimento Especializado (SAE) ou o médico na unidade básica de saúde mais próxima da sua casa. O tratamento é oferecido gratuitamente através de medicação e acompanhamento multiprofissional. Atualmente, o Estado de Minas Gerais fornece medicação para uma média de 24 mil pessoas que vivem com HIV/Aids.

Onde fazer o exame:

No link http://www.saude.mg.gov.br/usecamisinha ( click em faça o teste), você encontra a lista de municípios que possuem o Serviço de Atendimento Especializado (SAE) em Minas.

 

Fonte: Agência Minas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *