Saiba tudo sobre laqueadura

A laqueadura é um método contraceptivo realizado em mulheres que não querem mais ter filhos. Trata-se de uma cirurgia que faz uma ligadura das trompas, através das quais passam os óvulos que saem dos ovários em direção do útero. As trompas são cortadas e suas extremidades são amarradas ou bloqueadas por meio de cauterização, anéis ou clips.

Na mulher com as trompas ligadas, a ovulação e a menstruação ocorrem normalmente. Porém, com a ruptura do caminho não há mais a possibilidade de que ocorra a fecundação, já que os óvulos não chegam ao útero e não se unem aos espermatozoides.

A cirurgia pode ser feita de várias formas. Uma delas é a laparoscopia, que consiste em um pequeno corte abdominal em volta do umbigo, por onde é introduzida uma microcâmera que auxilia no procedimento.

Outra opção é a isteroscopia, um método que vai por dentro do útero até a chegada das trompas e pode ser feito como as cirurgias convencionais, ou seja, abrindo o abdômem da mulher. A ligadura de trompas também pode ser feita nas primeiras 12 horas após o parto.

Com a laqueadura, não é preciso mais se preocupar em tomar a pílula ou fazer uso de outros métodos anticoncepcionais, pois o risco de gravidez é de menos de 1%. Por outro lado, a mulher precisa ter certeza de que realmente não deseja engravidar novamente, pois a laqueadura é uma cirurgia de esterilização definitiva.

A mulher deve buscar todas as alternativas possíveis em métodos contraceptivos como a pílula, a injeção anticoncepcional, o DIU ou outra opção indicada pelo médico antes de pensar em fazer a laqueadura.

Segundo o Ministério da Saúde, a cirurgia de ligadura de trompas só é permitida para mulheres acima de 25 anos e com dois filhos ou para quem possa ter uma gravidez de risco devido a problemas de saúde.

Dependendo da técnica utilizada, é possível reverter a laqueadura. No entanto, as chances de sucesso do procedimento variam de acordo com a lesão que a cirurgia de esterilização causou e as trompas reconstituídas podem não recuperar sua função reprodutiva, causando frustração na mulher.

Por isso é importante que o assunto seja discutido com o companheiro, evitando o arrependimento futuro. Também é muito importante conversar com o médico para tirar todas as dúvidas sobre a laqueadura e, se possível, ter acompanhamento psicológico antes de se submeter ao procedimento.

Dicas de Mulher

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *