Settran promove curso de inspeção veicular para agentes e fiscais

A fim de melhorar ainda mais os serviços prestados à população, a Secretaria Municipal de Trânsito e Transportes (Settran) promove, até quarta-feira (24), para os seus agentes e fiscais, um curso de reciclagem sobre inspeção veicular.  Durante as aulas, os servidores receberão as principais orientações sobre as normas e regras estabelecidas pelo Departamento Nacional de Trânsito (Denatran).

“Periodicamente temos feito cursos para capacitar os nossos servidores, especialmente os que têm contato direto com os motoristas, para mantê-los sempre atualizados”, afirmou o assessor de Transportes, Divino dos Santos.

Duas frentes de trabalho estão recebendo orientações, tanto os fiscais que fazem as vistorias, como os agentes que lidam no dia a dia com os motoristas. Segundo o assessor de Operações de Tráfego, Onei Silvério, os motoristas promovem diversas modificações em seus veículos que alteram o nível de segurança, além disso, muitos estão em situações irregulares com faróis danificados, pneus gastos, sistema de freio ruim. Ele ressalta que ao fim da capacitação, os agentes e fiscais terão maior conhecimento para identificar tais irregularidades. “Esperamos que nas nossas fiscalizações, possamos efetivamente contribuir para ter um trânsito com segurança e que os veículos estejam em condições de trafegar nas vias públicas”, disse.

O diretor de Operações de Tráfego, Daniel Silva, disse que durante as abordagens as principais irregularidades que os agentes encontram estão nos faróis e nos insulfilmes aplicados aos veículos. Ele lembra que a empresa normalmente adesiva todo o carro e que isso também é uma alteração. “Todas as vezes que o motorista realizar alguma modificação ele deve passar pela inspeção veicular e alterar no documento do veículo junto a Polícia Civil”, afirmou.

Policiais Militares do pelotão de trânsito também estão participando do curso. O tenente da PM Daniel Santos afirmou que durante as abordagens, duas alterações têm sido constantes nos veículos, a mudança na suspensão, que é o conhecido “rebaixamento”, e alteração de motor, aumentando a potência.  Segundo o Tenente Daniel, essas alterações no motor podem causar risco de morte, uma vez que nem sempre a alteração é acompanhada pela mudança nos sistemas de freios. Nesses casos, os veículos são apreendidos e levados ao pátio e somente são liberados após a adequação e vistoria.

Prefeitura de Uberlândia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *