Usuários de trecho da BR-050 terão serviços de apoio e socorro

( Beto Oliveira/SECOM/PMU)

( Beto Oliveira/SECOM/PMU)

A partir da próxima segunda-feira (07), os motoristas que passarem pelo trecho da BR-050 entre Cristalina (GO) e Delta (MG) já vão contar com os serviços de apoio e segurança especializados para os usuários da rodovia. A prestação de serviços será feita pela concessionária MGO Rodovias, que venceu a licitação para operar o trecho. O maior impacto para os usuários da rodovia será a segurança ao longo dos 436,6 km sob concessão. A base operacional será em Uberlândia.

Os novos equipamentos foram apresentados no início desta semana pela empresa à população de Uberlândia. Ao todo, 270 profissionais estão devidamente capacitados para atuarem no atendimento médico/pré-hospitalar, socorro mecânico, inspeção de tráfego, combate a focos de incêndio e apreensão de animais. Os serviços são gratuitos e disponibilizados 24 horas por dia, todos os dias da semana.

O Serviço de Atendimento ao Usuário será feito por nove bases operacionais, inicialmente provisórias, implantadas pela concessionária em pontos estratégicos ao longo da rodovia sob concessão.

Ao todo serão 10 veículos para inspeção de tráfego e monitoração, nove guinchos leves, quatro guinchos pesados, seis ambulâncias de resgate e três ambulâncias UTI com médicos, três caminhões-boiadeiro para apreensão de animais e três caminhões-pipa para combater focos de incêndio, totalizando 38 veículos, além dos usados no apoio operacional.

O controle será realizado por profissionais no Centro de Controle Operacional da MGO Rodovias que será construído em Uberlândia, no trecho da BR-050 sentido Uberaba.

Impactos financeiros

Para os municípios localizados no trecho sob concessão da MGO Rodovias, o principal impacto será na economia, através do repasse do Imposto Sobre Serviços (ISS). Ao todo são nove municípios entre Cristalina (GO) e Delta (MG), divisa com o estado de São Paulo. O imposto repassado será proporcional a extensão da rodovia sob concessão dentro do município.

Em Uberlândia, por exemplo, são 14,6% do trecho dentro do território do município. De acordo com a receita projetada no edital do contrato de concessão com a arrecadação de pedágio – alíquota de 5% de ISS e a extensão do município no trecho sob concessão-, Uberlândia receberá aproximadamente R$ 464 mil no ano de 2015.

Os repasses serão mensais e a operação das praças de pedágio está prevista para até o fim de junho de 2015. Para municípios menores, com menos de 10 mil habitantes, o valor do repasse será um dos mais expressivos dentro do orçamento da cidade, segundo o analista de comunicação da MGO Rodovias, Sérgio Luccas.

O atual trecho é o primeiro de concessão da MGO Rodovias em Minas Gerais. A empresa prevê investir neste primeiro ano de operação cerca de R$ 320 milhões e R$ 450 milhões para o próximo ano. São 680 empregos diretos e outros dois mil indiretos. Os colaboradores serão contratados nos municípios ao longo do trecho privatizado. “Esses recursos iniciais estamos investindo para operar de forma segura. Somos uma empresa privada, mas com as obrigações de Poder Público e nossa maior preocupação é com o usuário. É em atender da melhor forma nossos clientes”, disse o diretor-presidente da MGO Rodovias, Helvécio Soares.

BASES OPERACIONAIS PROVISÓRIAS : BSO 01 – KM 125 + 400 NORTE – Ipameri, BSO 02 – KM 148 SUL – Campo Alegre de Goiás, BSO 03 – KM 210 SUL– Campo Alegre de Goiás, BSO 04 – KM 269 SUL – Catalão, BSO 05 – KM 313 + 500 NORTE – Cumari, BSO 06 – KM 38 NORTE – Araguari, BSO 07 – KM 85 SUL – Uberlândia, BSO 08 – KM 135 + 985 SUL – Uberaba, BSO 09 – KM 161+500 NORTE – Uberaba.

 Prefeitura de Uberlândia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *