Seminário discute melhorias na coleta seletiva de Uberlândia

(Araípedez Luz P10/SECOM/PMU)

(Araípedez Luz P10/SECOM/PMU)

Diretrizes e atitudes para a efetiva melhoria da coleta seletiva em Uberlândia foram debatidos num seminário realizado nesta sexta-feira (13) pelo comitê que atua neste setor dentro da Secretaria de Serviços Urbanos. Foram abordados temas como gestão de resíduos, planejamentos estratégicos, a situação da coleta em Uberlândia e a melhoria das condições dos trabalhadores.

O evento vai resultar num documento que será redigido e entregue ao prefeito Gilmar Machado com todas as informações e decisões tomadas e que deverão ser implantadas no município. O Comitê da Coleta Seletiva pretende reestruturar e melhorar o serviço de coleta e a destinação correta dos resíduos sólidos.

Participaram do seminário, representantes e catadores das associações e cooperativas, empresa prestadora do serviço de coleta seletiva, servidores das secretarias municipais envolvidas, estudantes, e representantes do Centro Mineiro de Referência em Resíduos (CMRR).

Através de decreto municipal, o Comitê deixou de ser consultivo, em que apenas ideias eram debatidas, para possuir também um caráter deliberativo, de forma que atitudes são decididas e executadas pelos integrantes. Passaram a integrar o Comitê, representantes de cooperativas e associações de catadores, servidores das secretarias envolvidas como a de Serviços Urbanos, Educação, Desenvolvimento Social e Trabalho, Meio Ambiente, Saúde e Educação e o CMRR.

A criação do Comitê tem o objetivo de buscar a participação de empresas, dos catadores e da Prefeitura em suas diversas secretarias, que tem a função de elaborar respostas para as demandas do descarte correto dos resíduos. Por isso, reuniões periódicas são realizadas a fim de se discutir o tema. “Este é um exemplo claro que estamos no caminho correto”, afirmou o secretário de Serviços Urbanos, Eduardo Afonso.

Segundo o diretor executivo do CMRR, José Aparecido Gonçalves, a política nacional de resíduos sólidos propõe que a gestão destes resíduos não pode ser mais tratada na perspectiva da gestão pública local. “A sociedade coloca a demanda e transfere para o poder público a responsabilidade”, afirmou. Ele ressalta também que o encargo dos resíduos é obrigação de todos, desde a criação ao descarte.

O presidente da Associação de Catadores de Material Reciclável do Bairro Taiaman (Assomam), Roosevelt Martins dos Santos, afirmou que no início da implantação da coleta seletiva, em 2011, não foi dada a divulgação correta do trabalho e nem a atenção necessária aos catadores e à população. Com a criação do Comitê, eles começaram a participar das decisões.

“Passamos a ter acesso à Prefeitura, reunir, conversar e trocar informação” afirmou. Ele declara também que a criação do Comitê trouxe estrutura para a associação e segurança para os catadores. Ele afirma que tiveram a oportunidade, através da Prefeitura, de saírem de um barracão irregular e se dirigirem para outro local mais confortável. Segundo ele, a associação planeja para o futuro a construção de um barracão próprio.

Coleta Seletiva em Uberlândia

Atualmente, 26 bairros de Uberlândia recebem o serviço de coleta seletiva, que é realizado por uma empresa terceirizada, que destina o material recolhido às associações e cooperativas da cidade. Segundo dados da Secretaria de Serviços Urbanos, 159 mil quilos de resíduos são coletados e destinados a reciclagem.

A coleta seletiva foi implantada em 2011, mas somente em 2013 o trabalho recebeu um caráter participativo dos catadores na tomada de decisões com a criação do Comitê da Coleta Seletiva, que somou esforços entre poder público, associações e o Centro Mineiro de Referência em Resíduos, programa do Governo de Minas, por meio da Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (Semad), da Fundação Estadual do Meio Ambiente (Feam) e do Serviço Voluntário de Assistência Social (Servas), em parceria com o Sebrae-MG.

Prefeitura de Uberlândia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *