Projeto “Com Licença vou à Luta” forma primeira turma em Uberlândia

Ansiedade, curiosidade e muitos sonhos. É assim que as 32 formandas do programa “Com Licença vou à Luta” estão se sentindo, afinal depois de dois meses de muito estudo, é chegado o grande dia: a formatura. O programa é realizado pela Prefeitura de Uberlândia, através da Secretaria Antidrogas e de Defesa Social, em parceria com as Secretarias de Estado de Defesa Social e de Trabalho e Desenvolvimento Social. A solenidade de conclusão dos cursos será nesta sexta-feira (30), às 17h, no Anfiteatro do Mercado Municipal.

No princípio, eram 60 mulheres cadastradas e que serão atendidas pelo programa. Devido a uma série de empecilhos e contratempos, muitas alunas não tiveram condições de concluir nenhum dos cursos. Todas as alunas passaram por aulas teóricas e práticas, algumas delas já receberam proposta de trabalho em empresa do setor de manipulação de alimentos.

A novidade neste processo é o atendimento às mulheres egressas no sistema prisional e as que estão em situação de vulnerabilidade social. O convênio, estabelecido entre os órgãos envolvidos, permite a reinserção social por intermédio da capacitação profissional. Uma equipe multidisciplinar da Secretaria Antidrogas e de Defesa Social trabalhou durante muito tempo para a consolidação desse processo.

Diversas empresas privadas, associações e órgãos públicos do município foram visitados e tomaram conhecimento do programa e a partir daí sinalizaram positivamente para o reinício na vida dessas pessoas. Dentre eles, estão a Superintendência da Mulher, o Programa de Inclusão Social de Egressos do Sistema Prisional (Presp), a Comunidade Terapêutica Ser Livre, Associação Feminina do Bairro Seringueiras (Afebase), Sebrae, Sine, Universidade Federal de Uberlândia, Sistema Integrado da Mulher e a Delegacia da Mulher. Os cursos de manicure e estética, informática para atendimento e manipulação de alimentos foram divididos em três módulos com foco em cidadania, profissionalização e estágio em empresas parceiras.

Criado pela Sedese em 2011, o programa “Com Licença, Vou à Luta” já contempla cerca de mil mulheres, residentes em 22 municípios. Atualmente, os municípios beneficiados pelo Programa são: Alvorada de Minas, Campanário, Campo Azul, Catuti, Espinosa, Francisco Badaró, Gameleiras, Ibituruna, Jaíba, Janaúba, Jequitinhonha, Josenópolis, Manga, Matias Cardoso, Miravânia, Oratórios, Pirapora, Presidente Juscelino, Sabará, Santa Fé de Minas, Santo Antônio de Itambé e Verdelândia.

Prefeitura de Uberlândia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *