MDA e Prefeitura juntam esforços para ampliar aquisição da agricultura familiar

(Daniel Nunes/SECOM/PMU)

(Daniel Nunes/SECOM/PMU)

A direção do Programa Municipal de Alimentação Escolar (Pmae) se reuniu com representantes do Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA), nesta segunda-feira (24), no Centro Administrativo, para juntar esfoços de forma a ampliar o índice de aquisição de alimentos da agricultura familiar nos próximos anos.

Por lei, os municípios brasileiros devem adquirir 30% do valor federal destinado à merenda escolar para a compra de produtos da agricultura familiar. O objetivo é incentivar os pequenos produtores e proporcionar renda às famílias que têm a agricultura como fonte de renda. No entanto, os grandes centros encontram muitas dificuldades de comprar esse mínimo, muitas vezes devido à pouca quantidade ou não existência de cooperativas e associações aptas a fornecer os alimentos.

Para tentar alcançar os 30%, o Pmae realizou chamadas públicas em 2013, quando conseguiu comprar R$ 597 mil, e neste ano, num valor de mais de R$ 1,2 milhão. Em relação aos recursos oriundos da União, que são em torno de R$ 6 milhões para a merenda em Uberlândia, o município precisa atingir a meta de R$ 1,7 milhão. “Nós queremos adquirir e para isso criamos condições que facilitam a compra, como a implantação da Central de Abastecimento”, disse Antônio Carlos Vieira, diretor do Pmae.

Uma da maiores dificuldades enfrentadas pelos pequenos agricultores na maioria das cidades é a realização da entrega ponto a ponto (em cada escola), pois são necessários veículos e recursos humanos para o procedimento, fatores que alavancam os custos para a agricultura familiar. Com a Central, a logística de entrega dos produtos em Uberlândia é otimizada, uma vez que há disponível um local adequado para receber e armazenar os alimentos entregues para depois serem distribuídos às unidades.

Segundo a consultora do MDA Mônica Schiavinato, o processo de urbanização e o alto volume demandado pela grande quantidade de escolas faz com que a aquisição não seja tão alta pelos municípios maiores. “Mas a criação da Central é um enorme facilitador e poucas cidades contam com esse equipamento”, disse.

O MDA escolheu seis grandes cidades mineiras (dentre elas Uberlândia) para apresentar o projeto “NutriMais Gestão” em que os técnicos do Ministério possam qualificar as cooperativas e auxiliá-las no acesso ao mercado, neste caso, à merenda escolar. Em Minas, o MDA selecionou 20 cooperativas para o projeto, sendo uma de Uberlândia também. “Queremos fazer esse diálogo com o município e as cooperativas e entender a situação. É preciso saber o que se produz e o que se demanda para desenvolver esse trabalho”, completou Schiavinato.

Prefeitura de Uberlândia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *